Trabalho de Neto é exaltado após sucesso no Pré-Olímpico: 'Trouxe uma energia muito boa'

Neto teve o trabalho elogiado por jogadoras e dirigentes (Foto: Alexandre Loureiro/COB)
Neto teve o trabalho elogiado por jogadoras e dirigentes (Foto: Alexandre Loureiro/COB)


A seleção brasileira feminina de basquete conquistou o Pan-Americano em 2019, título que não vinha desde 1991. Levou o bronze na Copa América, jogando de igual para igual com os Estados Unidos e Canadá e conquistou uma vaga no Pré-Olímpico Mundial após passar por cima da Argentina na noite do último domingo. Para a pivô Erika tanto sucesso tem explicação: a chegada do técnico José Neto, em junho deste ano.

- O Neto trouxe uma energia muito boa para a gente. Se eu tiver que viajar da Europa para o Brasil, quantas vezes for, para jogar pelo Brasil, eu venho feliz. Esse momento está muito legal, divertido, e tem me feito muito bem. O trabalho da CBB e da comissão técnica inteira foi fundamental. A seleção feminina se sentiu abraçada - disse a atleta da seleção.

José Neto, que deixou o comando técnico do time masculino do Flamengo para assumir um trabalho pela primeira vez com um time feminino, destacou que a logística na preparação para os eventos do ano foi fundamental para a obtenção dos resultados expressivos.

- Antes da preparação, se eu tivesse que escolher a logística perfeita para a preparação, foi a que tivemos para esse Pré-Olímpico. Uma quadra montada só para nós, proximidade do local de treino e hospedagem. Menos desgaste para as meninas. Isso potencializa o trabalho - garantiu o técnico .





O presidente da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), Guy Peixoto Jr comemorou a volta da seleção brasileira feminina entre as grandes equipes do esporte mundial.

- Sabemos da importância e da tradição do basquete feminino no Brasil. E desde que entramos, trabalhamos para dar a nossas meninas a atenção e condição de trabalho que elas merecem. O basquete feminino do Brasil é muito grande, campeão do mundo, e estamos de volta ao cenário internacional, recuperando o respeito das rivais - disse o presidente da CBB, Guy Peixoto Jr.

A definição das chaves do Pré-Olímpico Mundial acontecerá no dia 27 de novembro, na Suíça. Serão 16 seleções em quatro grupos com quatro países em cada um. Como EUA e Japão já estão classificados, efetivamente serão 14 países em busca de 10 vagas nas Olimpíadas de Tóquio. A chave brasileira pode ser na França, Sérvia, Bélgica ou China.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também