A três meses de completar 16 anos, Endrick deve ser preservado pelo Palmeiras em 2022

·3 min de leitura
Endrick poderá assinar contrato com o Palmeiras apenas quando fizer 16 anos (Foto: Fabio Menotti/SE Palmeiras)


O torcedor do Palmeiras não vê a hora de Endrick completar 16 anos e finalmente assinar um contrato profissional. Agora, faltando pouco mais de três meses e com o desempenho do garoto com a Seleção Brasileira sub-17, a ansiedade tem aumentado, mas a verdade é que se depender do clube e do departamento de futebol, a estreia do jovem não acontecerá tão cedo.

GALERIA
> Veja os clubes do Brasileirão que mais se reforçaram desde janeiro

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Na última segunda-feira, Endrick foi campeão do Torneio de Montaigu, na França, representando a Amarelinha. Com cinco gols em quatro jogos, o camisa 9 foi o artilheiro e eleito o melhor jogador da competição. Depois da partida, quando a torcida invadiu o gramado, ele foi um dos mais festejados e assediados, sendo até levantado pelos populares, que gerou uma foto emblemática que tem rodado as redes sociais nas últimas horas.

Com apenas 15 anos, não é exagero dizer que Endrick é a maior promessa do futebol brasileiro neste momento, apesar de ainda não ter feito sequer uma partida pelo profissional do Verdão. Até aqui, seu cartão de visitas foi pelo que fez na base, incluindo a conquista da inédita Copinha, atuando entre adversários e companheiros até 21 anos. No torneio ele marcou seis gols.

Por toda essa exposição nacional e mundial, não são poucos os interessados em contar com o futebol de Endrick. Real Madrid, Barcelona e PSG, por exemplo, já manifestaram o desejo. Enquanto isso, o Palmeiras alinhou com o estafe do atleta a assinatura do primeiro contrato profissional (o atual é de formação), que deve acontecer em julho, assim que ele completar 16 anos.

Somente com essa idade ele poderá ser inscrito nas competições em que o Verdão disputa, como Libertadores, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. No entanto, no que depender do clube e do departamento de futebol profissional, Endrick não deve ser usado tão logo. A ideia é preservá-lo o máximo que puder, deixando que ele amadureça nas competições de base e não queime etapas, até mesmo pela grande diferença para o time de cima.

Abel Ferreira, por exemplo, já deu inúmeras declarações sobre a utilização de jogadores que sobem das categorias de base. Tanto é que outros campeões da Copinha, com mais experiência no profissional e mais idade, não têm entrado com regularidade, como é o caso de Giovani, Pedro Bicalho, Vanderlan, Fabinho, Lucas Freitas, Jhonatan e Gustavo Garcia. Todos eles ainda estão na transição, processo pelo qual Endrick também terá de passar antes da estreia.

Portanto, neste momento, é bastante improvável que o torcedor do Palmeiras veja a joia da base jogando pelo profissional na temporada 2022. Se isso acontecer, deve ser como foi nas últimas rodadas do Brasileirão-2021, em que o clube escalou basicamente jogadores sub-20, por ter a vida definida no campeonato e pelo time de cima ter entrado de férias após a Libertadores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos