Três assistências e grandes atuações - Os brasucas de Real, Atlético e Bayern na Champions

Os brasileiros que estiveram em campo nos dois jogos das quartas de final da Champions League desta terça-feira (18), foram decisivos e influenciaram diretamente nos resultados que definiram dois dos quatro semifinalistas da maior competição de clubes do mundo.

Na vitória do Real Madrid por 4 a 2 sobre o Bayern de Munique, dois dos quatro gols merengues foram marcados após assistências de Casemiro e Marcelo, assim como Filipe Luis foi o graçom do gol de empate do Atlético de Madrid em 1 a 1 com o Leicester. Alem dos três, Douglas Costa também esteve em campo, mas foi o que teve atuação mais discreta.

HD Filipe Luis

Titular absoluto da lateral do Atlético de Madrid, Filipe Luis teve uma ótima atuação nos 74 minutos em que esteve em campo. Firme na marcação, e criando jogadas de ataque, o brasileiro fez o cruzamento na medida para Saúl Ñíguez deixar o Atleti na frente ainda no primeiro tempo.

Antes de ser substituído aos 28 do segundo tempo, com uma lesão óssea na mão direita, Filipe Luis ganhou 62,5% das disputas, fez quatro cortes, três desarmes, tocou 52 vezes na bola, não cometeu nenhuma falta, e ainda arriscou de fora da área.

Filipe Luis x Leicester:

Casemiro Arjen Robben Real Madrid Bayern Munich UCL 18042017

O Real Madrid sofreu, mas na prorrogação, conseguiu vencer o Bayern, e para isso, teve o dedo de dois brasileiros. Casemiro fez o pênalti em Robben que resultou no gol de Lewandowski que deixou os alemães na frente, no entanto, o volante se redimiu ao dar um lindo passe para o gol de empate merengue com Cristiano Ronaldo.

Implacável na marcação e até criticado por seu 'excesso de vontade' em alguns lances que poderiam terminar com uma expulsão e prejudicar o Real Madrid, Casemiro fez seis desarmes, três cortes, três bloqueios, tocou 95 vezes na bola, cometeu cinco faltas e foi advertido com um cartão amarelo.

Casemiro x Bayern:

Cristiano Ronaldo Sergio Ramos Marcelo Real Madrid

Marcelo foi outro nome fundamental na classificação do Real. Muito ativo no ataque, o brasileiro criou ótimas chances do time espanhol, jogou bonito e sem ser fominha, ainda foi o garçom do terceiro gol de Cristiano Ronaldo, e dos Blancos na prorrogação, em seu jogo 400 com a camisa merengue.

O lateral criou oitos chances de gol, teve 79% de precisão no passe, tocou 105 vezes na bola, fez um desarme, um corte, dois bloqueios e não cometeu nenhuma falta.

Marcelo x Bayern:

Douglas Costa Dani Carvajal Real Madrid Bayern Munich UCL 18042017
 Fotos: Getty Images

Entre os quatro brasileiros, o que teve menos tempo em campo foi Douglas Costa. O jogador entrou apenas aos 25 da segunda etapa, no lugar de Ribéry, quando o Bayern ainda vencia por 1 a 0, mas não conseguiu evitar a derrota para o Real. O atacante tocou 30 vezes na bola, ganhou apenas 33,3% das disputas, teve uma precisão de 80% nos passes, cometeu duas faltas e fez três desarmes.

Douglas Costa x Real Madrid: