Tottenham vence clássico contra o Arsenal e mantém luta pelo título

O Tottenham segue lutando pelo título do Campeonato Inglês. Neste domingo, jogando em casa, a equipe venceu o clássico contra o Arsenal por 2 a 0, pela 35ª rodada da competição. Os gols, ambos no segundo tempo, foram de Dele Alli e Harry Kane

A vitória mantém as esperanças de título por parte dos comandados de Mauricio Pocchetino. A equipe foi a 77 pontos, ainda quatro atrás do líder Chelsea, restando 12 em disputa para as equipes. Os Gunners, por outro lado, param nos 60, ficando cada vez mais longe da disputa por vaga na Liga dos Campeões.

Na próxima rodada, na sexta-feira, os Spurs visitam outro rival londrino, o West Ham. O Arsenal também tem clássico nacional, diante do Manchester United, em casa, no domingo.

O jogo – Desde o princípio, o Tottenham foi melhor em campo. Kane arriscou no primeiro minuto, exigindo defesa de Cech. Aos 5, Alderweireld tentou de cabeça, mas a bola saiu. Depois de algum respiro por parte do Arsenal, a pressão retornou.

Aos 22, Dele Alli perdeu oportunidade clara. Três minutos depois, Son parou no goleiro rival, com Eriksen perdendo no rebote. A única resposta do Arsenal na etapa inicial foi aos 38, quando Ramsey arriscou e Lloris defendeu.

Mesmo com a superioridade e com o grande número de chances, o time de Pocchetino não conseguiu abrir vantagem nos primeiros 45 minutos e, com isso, as equipes foram para o intervalo com o placar de 0 a 0.

O roteiro se manteve parecido no tempo complementar. Só que, desta vez, o Tottenham foi eficiente. Logo aos 10, Eriksen bateu travado, mas o lance sobrou no pé de Dele Alli, que só empurrou para as redes. Para completar, no minuto seguinte, foi marcado pênalti a favor dos mandantes.

O zagueiro brasileiro Gabriel Paulista derrubou Kane na área. O próprio atacante inglês foi para a cobrança e bateu no canto direito, rasteiro. Cech preferiu ficar no meio do gol e não conseguiu a defesa: 2 a 0.

Batido, o Arsenal ainda viu seu goleiro evitar o terceiro dos mandantes aos 32, com grande defesa em cabeçada de Alderweireld. Depois disso, o que se viu foi o Tottenham administrando a boa vantagem, com os rivais sem reação até o apito final do árbitro.