Tostão analisa mercado e diz: 'Clubes poderão ficar mais próximos do Fla'

Tostão (Foto: Divulgação)
Tostão (Foto: Divulgação)


Campeão do Carioca, Brasileirão e Libertadores em 2019, o Flamengo reforçou ainda mais o elenco para a próxima temporada com as contratação do zagueiro Gustavo Henrique, do volante Thiago Maia e dos atacantes Michael, Pedro e Pedro Rocha. Entretanto, para o ex-jogador Tostão, os clubes têm contratado bem e gastado pouco, e podem se aproximar do nível do Rubro-Negro.

- Os clubes brasileiros têm contratado bem e gastad muito menos que em anos anteriores. Poderão ficar, tecnicamente, menos distantes do Flamengo, que também reforçou o elenco, apesar da saída do Reinier - disse o ex-jogador campeão do mundo em 1970, em sua coluna na Folha.


Tostão também analisou a contratação de Michael, ex-Goiás, que acertou com o Flamengo por 7,5 milhões de euros (cerca de R$ 33 milhões). Revelação do Campeonato Brasileiro 2019, o jogador ainda carrega dúvida sobre o seu potencial, apesar da última boa temporada, e terá uma concorrência forte.

- Por parecer, às vezes, um peladeiro, existe ainda muita dúvida, carregada de preconceito, se Michael vai se dar bem no Flamengo. Além disso, ele joga mais pela esquerda, onde o time já tem Bruno Henrique, Vitinho, Pedro Rocha, além de Arrascaeta, um armador por aquele lado - analisou Tostão, que ainda destacou a mudança de estilo de jogo.

- O Goiás era também um time de contra-ataque, para aproveitar a velocidade de Michael. No Flamengo, ele vai enfrentar defesas mais fechadas, com menos espaço - concluiu.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também