Torneio feminino do Superpraia inicia nesta quinta-feira

A competição ocorre na praia de Icaraí, em Niterói (RJ), e contará com 16 duplas divididas em quatro grupos 

A praia de Icaraí recebe, a partir desta quinta-feira, as principais duplas do vôlei de praia brasileiro para a disputa do Superpraia. A quarta edição do torneio vai até o domingo, em Niterói (RJ), e é aberto ao público, com entrada franca. As primeiras a entrar em ação serão as 16 duplas femininas que têm as campeãs do Circuito Brasileiro, Larissa e Talita (PA/AL), como cabeça de chave número um.

Mas não é só a dupla líder do ranking nacional que chega com destaque ao torneio. Das três edições já realizadas do Superpraia a paranaense Ágatha chegou ao lugar mais alto por duas vezes. Ela, que venceu a competição em 2015 e 2016 ao lado de Bárbara Seixas, tentará a partir desta quinta-feira conquistar mais uma vez o torneio, mas com a nova parceira, a jovem Duda.

- Eu não faço uma relação com os dois anos anteriores com a temporada atual, pois são situações bem diferentes. No outro time já tínhamos três ou quatro anos juntas, agora, com a Duda, estamos ainda no começo. Pelo que apresentamos até agora, eu e a Duda temos condições de irmos muito bem no tornei. Viemos com o mesmo espírito que chegamos em todos os torneios, que é o de lutar pelo lugar mais alto do pódio. Se isso vai se confirmar, aí não temos como garantir, os outros times também se preparam e chegam aqui com esse mesmo objetivo. Dentro de quadra é que vamos ver - comentou a jogadora.

Além de defender o título, a medalhista olímpica afirma que há outros fatores que fazem do Superpraia uma competição especial. Para Ágatha estar na disputa com as melhores duplas do país é um combustível extra para entrar em quadra.

- Este é o evento mais importante do Circuito Brasileiro, tem a premiação praticamente dobrada, são muitos fatores que dão uma motivação extra. A gente sabe que tem um glamour diferente, com a participação das melhores duplas da temporada, então queremos ir muito bem.

A decisão feminina está programada para a noite deste sábado. Já a competição masculina terá início nesta sexta-feira e a final acontece na manhã do domingo.

No histórico da competição, que é realizada desde 2014, os campeões olímpicos Alison e Bruno Schmidt (ES/DF) dominam entre os homens e ficaram no topo do pódio em todas as edições. No feminino, a primeira edição, em Salvador (BA), em 2014, Taiana e Talita venceram, enquanto nos dois anos seguintes, em Maceió (AL) e João Pessoa (PB), Ágatha e Bárbara foram bicampeãs.

No naipe feminino estão inscritas as duplas Larissa/Talita (PA/AL), Ágatha/Duda (PR/SE), Taiana/Elize Maia (CE/ES), Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Juliana/Carol Solberg (CE/RJ), Val/Ângela (RJ/DF), Lili/Josi (ES/SC), Tainá/Victoria (SE/MS), Renata/Thati (RJ/PB), Rachel/Izabel (RJ/PA), Semírames/Luiza Amélia (SP/CE), Maria Elisa/Carol Horta (PE/CE), Andrezza/Vivian (AM/PA), Érica Freitas/Neide (MG/AL), Flávia/Rafaela (RJ/PA) e Fabrine/Carol Won-Held (BA/RJ).

Estão inscritos no naipe masculino Álvaro Filho/Saymon (PB/MS), Alison/Bruno Schmidt (ES/DF), Pedro Solberg/Guto (RJ), André/Evandro (ES/RJ), Hevaldo/Oscar (CE/RJ), Thiago/George (SC/PB), Léo Gomes/Ferramenta (RJ), Vitor Felipe/Jô (PB), Pedro/Felipe Cavazin (PB/PR), Benjamin/Moisés (MS/BA), Bruno/Fernandão (AM/ES), Márcio Gaudie/Jeremy (RJ), Averaldo/Léo Vieira (TO/DF), Eduardo Davi/Arthur Lanci (PR), Gilmário/Bernardo Lima (PB/CE) e Luciano/Harley (ES/DF).
















E MAIS: