Torcida protesta por má fase no CT do Atlético-MG

Roger e Zé Ricardo foram campeões estaduais com Atlético e Flamengo, mas já foram demitidos. Carille foi o único sobrevivente, mas até quando?

O treino do Atlético-MG na manhã deste sábado (22) foi marcado por protesto por uma parte da torcida. Um pequeno grupo de atleticanos foi à porta da Cidade do Galo e interpelou atletas cobrando melhor desempenho nas próximas partidas do ano.

Os atacantes Luan, Fred e Maicosuel pararam os seu carros para conversar com os torcedores que estiveram no local. O trio, contudo, foi elogiado pela vontade que tem em campo. Todos foram receptivos com os apaixonados pelo clube.

Os alvos do grupo são Rafael Carioca e Robinho. O volante e o atacante foram duramente criticados pelos torcedores que estiveram no local. Apesar da cobrança, não foram registrados atos de violência, conforme apurado pela Goal Brasil.

O Atlético-MG entra em campo neste domingo (23), às 16h (de Brasília), diante da URT, pela partida de volta da semifinal do Campeonato Mineiro.

O protesto por parte da torcida ocorre por conta dos resultados recentes. Depois de um início vitorioso, o Galo foi derrotado por Cruzeiro, Caldense e Libertad, do Paraguai, além do empate por 1 a 1, no jogo de ida da semifinal do Estadual.