Torcida do Nacional do Uruguai é banida por 2 anos na Argentina por causar distúrbios

Juan Mabromata

A torcida do Nacional do Uruguai será proibida por dois anos de comparecer a jogos na província de Buenos Aires por conta dos incidentes causados na partida contra o Estudiantes de La Plata pela Copa Libertadores da América, informou nesta quinta-feira a Agência de Prevenção contra a Violência no Esporte (Aprevide), órgão do Ministério de Segurança da Argentina.

Os torcedores do time uruguaio lançaram sinalizadores e destruíram banheiros no estádio Jorge Luis Hirschi de La Plata, a 60 quilômetros da capital argentina, onde o Estudiantes derrotou o Nacional por 1 a 0.

A medida entra em vigor "em atenção ao compromisso da Conmebol para a erradicação deste tipo de ato e conduta que mancham o espetáculo", afirmou a Aprevide.

O órgão revelou que três torcedores do Nacional foram presos e estão sendo investigados por sua suposta participação nos distúrbios.

Por causa da violência no futebol, existem na Argentina uma série de proibições para a presença de torcedores visitantes em jogos de torneios importantes, exceto em algumas partidas pontuais e nas copas internacionais.

A província de Buenos Aires é a mais populosa do país, com 16,6 milhões de habitantes. O veto a torcedores do Nacional não inclui os jogos na capital argentina.

dm/nn/ol/cb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos