Torcida do Flamengo protesta após saída de Pelaipe e pede #foraBap

Mesmo após o grande ano do Fla dentro de campo, a crise política tomou conta dos bastidores do clube; veja as reações flamenguistas
Mesmo após o grande ano do Fla dentro de campo, a crise política tomou conta dos bastidores do clube; veja as reações flamenguistas

Nesta segunda-feira (06), foi anunciado o desligamento de Paulo Pelaipe, gerente de futebol, do Flamengo. O executivo tinha ligações próximas com o homem-forte do futebol do clube Marcos Braz e tinha excelente relação tanto com Jorge Jesus quanto com o elenco da equipe. Sua saída traz a tona uma briga por poder que acontece nos bastidores da Gávea desde antes da eleição da atual diretoria.

A demissão de Pelaipe repercutiu dentre a torcida do Flamengo: o executivo foi demitido pelo vice-presidente de relações externas, Luiz Eduardo Baptista, conhecido como BAP. Pior que isso: é vista como uma tentativa de "tomada de poder". Segundo Mauro Cezar Pereira, comentarista dos canais ESPN, a saída de Pelaipe aconteceu em uma manobra para atingir Marcos Braz.

Mas, quem é BAP e porque ele é visto como "vilão" pela torcida do Flamengo?

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Essa divisão interna do Flamengo já afetou o futebol do clube: com longo passado na política do Rubro-Negro, BAP e seu grupo ficaram marcados, além de seus trabalhos na comunicação do clube, por terem sido os cartolas que bancaram a contratação de Abel Braga, antes mesmo de Rodolfo Landim assumir a presidência do clube.

Após a saída de Abel, contrariando BAP, foi o grupo de Braz (que incluía Paulo Pelaipe) que indicou Jorge Jesus ao Flamengo. Trabalhando na diretoria de futebol, Marcos Braz ganhou prestígio pelo espetacular segundo semestre do clube, enquanto que a comunicação comandada por BAP é muito criticada nas redes sociais.

Assim, após a queda de Pelaipe, a torcida do Flamengo não ficou contente com a medida e resolveu protestar nas redes sociais contra a medida, pedindo a saída de Luiz Eduardo Baptista da vice-presidência de relações externas. Confira algumas reações:

Leia também