Torcida do Equador ignora recomendações e pede cerveja na abertura da Copa

Torcedores equatorianos exibem faixa nas arquibancadas do estádio Al Bayt ( Foto: KIRILL KUDRYAVTSEV / AFP)


A decisão do governo do Qatar em proibir a comercialização de bebidas alcoólicas nos estádios da Copa do Mundo de 2022, se tornou motivo de protesto durante a partida entre Qatar e Equador, na abertura da Copa do Mundo.

+ Veja imagens de como foi a Cerimônia de Abertura da Copa do Mundo de 2022

Nas imagens que circulam nas redes sociais, é possível ouvir os gritos dos torcedores equatorianos nas arquibancadas do estádio Al Bayt, pedindo "queremos cerveja" durante o intervalo da partida.

+ Proibida de vender cerveja no Qatar, Budweiser anuncia que campeão ficará com estoque

Anteriormente, a organização da Copa havia permitido a venda de bebidas em um horário restrito nos estádios, mas voltou atrás na decisão e surpreendeu a Fifa e o Comitê Organizador.

O único local em que há venda de cervejas será no Fan Fest e apenas em uma janela de quatro horas, entre 19h e 1h do horário local. Somente quem estiver nos camarotes dos estádios poderão usufruir da bebida durante as partidas. O valor do copo de meio litro segue em torno de R$ 75, ou 50 riais catarianos na moeda local. Além disso, o limite de quatro copos por pessoa, para evitar o excesso de consumo, deve prevalecer.

+ Placar da Globo na estreia da Copa só aparece aos 10 minutos de jogo e web reclama: 'Esqueceu?'

Tanto a Fifa quanto o Comitê Organizador haviam anunciado formalmente que o plano era iniciar a venda três horas antes do início de cada jogo (quatro horas na abertura e na final) e interrompê-la cerca de 40 minutos do apito inicial, para dar tempo de os torcedores entrarem nos estádios. Entretanto, de acordo com a nova regra, isso agora está proibido.

Por outro lado, a cerveja sem álcool será a opção mais acessível e não terá restrições para venda ou consumo. Além disso, o preço é consideravelmente mais barato e sairá pelo valor de R$ 44, ou 30 riais catarianos.

+ Roger Flores é alvo de críticas na web após elogios à seleção do Qatar

Por questões culturais, e ao contrário de todos os outros países onde a Copa do Mundo já foi realizada, o consumo de bebida alcoólica no Qatar tem severas restrições e vem sendo uma das questões mais debatidas fora das quatro linhas. Apenas alguns restaurantes, localizados quase todos em hotéis internacionais, podem comercializar a bebida, mesmo assim com limitações.