Torcida em São Januário, trocas nas laterais e dois retornos: o que observar no Vasco diante do Goiás

·2 minuto de leitura


Após vencer o Brusque, o Vasco volta a campo nesta segunda-feira, diante do Goiás, às 20h, em São Januário. O jogo marcará o aumento gradativo da presença da torcida na Colina Histórica e um confronto direto contra um velho conhecido: o técnico Marcelo Cabo. Sem vencer há dois jogos em seu estádio, o Cruz-Maltino tenta subir na tabela diante do atual terceiro colocado.

Com 37 pontos, o Gigante da Colina diminuiu para sete pontos a diferença para o CRB, atual quarto colocado. Depois do primeiro triunfo sob o comando de Fernand Diniz, o time tenta embalar com a força da torcida. Diante disto, o LANCE! listou cinco pontos importantes para o torcedor ficar de olho no Vasco contra o alviverde goiano.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro


- Presença da torcida: No duelo desta segunda, foram colocados à venda 7,7 mil ingressos e 3,480 mil já foram emitidos. O aumento gradativo foi aprovado pela prefeitura do Rio de Janeiro. Com isso, o Vasco terá o apoio da torcida depois do evento-teste diante do Cruzeiro, em que 309 vascaínos estiveram presentes na Colina Histórica. A força da torcida pode ser um fator importante para alavancar o time na tabela.

- Retornos importantes: Contra o Brusque, o volante Andrey e o atacante Léo Jabá estavam suspensos e desfalcaram a equipe. Nesta segunda-feira, eles votam ao time titular. O camisa 6 tem feito bons jogos desde a chegada do novo comandante e tem sido essencial no estilo de jogo proposto.

- Trocas nas laterais: Fernando Diniz não poderá contar com o lateral-direito Léo Matos, que foi expulso diante do Brusque. A tendência é que Zeca seja deslocado para o lado direito e o jovem Riquelme ocupe a esquerda. O atleta da base cruz-maltina também foi titular contra Cruzeiro e é o reserva imediato da posição.

- Desempenho em casa: O Cruz-Maltino não vence sob seus domínios há duas partidas. Foram dois empates contra Brasil de Pelotas e Cruzeiro. Para dar sequência a arrancada, o time precisa de nove vitórias em doze jogos e o "fator casa" é essencial para avançar e subir na tabela. Até o fim da competição serão mais seis jogos dentro de seu estádio.

- Invencibilidade de Diniz: No comando do novo treinador, o Vasco segue invicto. Até o momento, foram dois empates e uma vitória. Contra CRB e Cruzeiro, os três pontos escaparam entre os dedos, mas o triunfo sobre o Brusque trouxe mais confiança para a sequência da Série B. Uma vitória sobre o Goiás pode diminuir a diferença ainda mais para o G4, caso CRB e Avaí tropecem na rodada, que começa nesta segunda.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos