Torcida e Maracanã fazem Vasco despertar rivalidade com Flamengo na última rodada

Depois de campanha que transformou o sócio torcedor do Vasco no maior do Brasil, clube mandará seu último jogo do Brasileirão no Maracanã
Depois de campanha que transformou o sócio torcedor do Vasco no maior do Brasil, clube mandará seu último jogo do Brasileirão no Maracanã

Não é fácil ver seu maior rival conquistar a Copa Libertadores e o Brasileirão. Assim, o Vasco resolveu "retrucar" em uma área onde a equipe bate de frente com qualquer clube: a paixão de sua torcida. Por meio das redes sociais, torcedores do Cruzmaltino fizeram campanha promovendo o sócio torcedor do clube, aproveitando a promoção de "Black Friday" do programa.

Deu certo, o Vasco ultrapassou o Fla e hoje tem o maior número de sócios-torcedores no Brasil. Agora, o clube irá celebrar sua torcida e o ano de 2019 dentro do Maracanã, casa "oficial" do rival. Com 72 mil ingressos disponíveis, o Vasco tem a meta de quebrar o recorde de maior público do Brasil no ano. E é claro, esse recorde é do Flamengo.

As últimas informações dão que o Cruzmaltino irá pagar cerca de 90 mil ao Flamengo, pelo direito de jogar no Maracanã. O Mengão aceitou e a CBF confirmou: Vasco x Chapecoense, pela última rodada do Brasileirão, será jogado no maior estádio do Rio de Janeiro.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A torcida do Vasco celebra um ano onde os resultados não chegaram, mas o clube parece estar cada vez mais perto de voltar à sua grandeza: a equipe de São Januário hoje está em sintonia com seus torcedores, vem dando pequenos passos para se recuperar financeiramente e tendo ações fora de campo que condizem com sua rica história.

Já os rubro-negros retrucam, dizendo que o Vasco, cuja torcida sempre afirmou que o Flamengo "não tem estádio", agora irá "alugar" a sua arena. Em abril deste ano, por exemplo, Alexandre Campello, presidente do Cruzmaltino, falou com todas as letras: "Caso o Flamengo assuma o controle do Maracanã, o Vasco nunca mais irá jogar lá."

Isso deixa algo muito evidente: mesmo que Vasco e Flamengo realmente não estejam no mesmo patamar dentro de campo, como falou Bruno Henrique, fora dele, a rivalidade nunca irá morrer ou diminuir. E se as duas equipes continuarem seguindo os bons exemplos de 2019, certamente teremos outros grandes duelos entre eles.

Leia também