Torcida australiana invade ruas na madrugada para celebrar classificação inesperada

Torcedores comemoram classificação na Austrália (Foto: WILLIAM WEST/AFP via Getty Images)
Torcedores comemoram classificação na Austrália (Foto: WILLIAM WEST/AFP via Getty Images)

Nem o torcedor australiano mais otimista acreditava na classificação dos Socceroos às oitavas de final da Copa do Mundo do Catar, mas os comandados de Graham Arnold superaram as expectativas e alcançaram a vaga. No país o clima é de surpresa com o futebol apresentado e orgulho pelo feito histórico alcançado.

Foi a segunda vez que a Austrália avançou às oitavas da Copa. A primeira havia sido com a histórica Golden Generation de 2006, eliminada pela campeã Itália naquele ano.

Leia também:

As expectativas australianas eram baixíssimas por uma boa campanha. Como motivos, o fraco desempenho nas eliminatórias, a escassez de talentos em grandes ligas e o grupo difícil com França, Dinamarca e Tunísia.

Havia até quem pedisse a cabeça do técnico Graham Arnold mesmo após a classificação para a Copa. Arnold foi duramente criticado por escolhas questionáveis durante todo o ciclo. Após a partida de hoje, já há quem o coloque como um dos maiores treinadores da história da Austrália, ao lado de Gus Hiddink, holandês que comandou a Golden Generation, em 2006, e que tinha o próprio Arnold como auxiliar.

Na imprensa, as críticas se transformaram em elogios e mensagens de orgulho, como a de Harry Kewell, considerado o melhor jogador australiano da história e hoje trabalhando como comentarista de uma TV local durante a Copa.

“É inacreditável o que esses jogadores fizeram. Contra todas as expectativas eles lutaram e colocaram seus nomes na história dos Socceroos e das Copas do Mundo. Estou muito orgulhoso e torço para que possam chegar mais longe”, disse Kewell com os olhos marejados em rede nacional.

Festas nas ruas

Nas ruas e bares do país muita festa, mesmo com os jogos sendo realizados na madrugada do fuso horário australiano.

Em Melbourne, a Federation Square, praça multi-eventos no centro da cidade, foi o principal ponto de aglomeração da torcida, com milhares indo a loucura a cada momento decisivo. Contra a Dinamarca o jogo começou as 3h da manhã e nem o frio de 10 graus esfriou os cerca de 15 mil torcedores na praça.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Já em Sydney, maior cidade do país, a concentração dos torcedores foi em tradicionais pubs, cassinos e alguns parques da cidade sede das Olimpíadas de 2000.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Em todo o país, bares com licença para operar somente até as 3h da manhã ganharam autorização especial do governo para que permanecessem abertos até as 5h.

Para as oitavas de final, já há o pedido de petições para transmissão em locais públicos, como no Opera House, em Sydney, e em outras cidades, como Brisbane, que será sede das Olimpíadas de 2032, Adelaide e Perth.

Redes sociais

Nas redes sociais, muita festa, vídeos de celebrações país à fora e, claro, memes.

O gol marcado por Mathew Leckie fez renascer na Austrália o funk “Passinho do Volante”, compartilhado por dezenas de torcedores com o refrão que canta o nome do atacante de 31 anos, que fez história contra a Dinamarca, ao marcar seu primeiro gol em Copas no seu terceiro Mundial seguido.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O perfil oficial dos Socceroos compartilhou a mensagem do primeiro ministro Anthony Albanese parabenizando a equipe pela classificação. O @Socceroos agradeceu a mensagem de Albanese e brincou pedindo feriado ao premier.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.