Torcedores do São Paulo protestam antes de duelo com o Internacional


O clima de decisão esquentou para o São Paulo antes mesmo de a bola rolar nesta quarta-feira, no Morumbi para o duelo com o Internacional, pela 37ª rodada do Brasileirão-2019. Isso porque um grupo de torcedores do clube se reuniu em frente ao Portão 1 do estádio para protestar contra dirigentes e conselheiros. A manifestação continha cartazes com cobranças e foi pacífica.

Os principais alvos dos são-paulinos que participaram do movimento foram conselheiros do clube, o presidente Leco e o diretor executivo Raí. O mandatário, porém, foi aquele que mais recebeu xingamentos e pedidos para deixar o comando do Tricolor. Até mesmo o técnico Fernando Diniz foi "homenageado" pelo grupo, que foi acompanhado pela Polícia Militar.

"Ô Leco, quebra meu galho, pega o Diniz e vai para a casa do c******!", foi uma das canções interpretadas e criadas pelos torcedores que ali estavam para ofender o presidente do clube. Além dessas "Raí, pede para sair" e "Ô conselheiro, seu mercenário! Filho da p*** que só pensa em churrasco", foram os gritos ouvidos por quem estava presente no momento da manifestação.



Lembrando que Raí não deve permanecer no clube para a próxima temporada e deverá ser substituído por Carlos Belmonte, atual diretor social e responsável pelo projeto do basquete do clube, considerado um sucesso. Leco, por outro lado, tem mandato de presidente a cumprir até dezembro de 2020.

Dessa vez, no entanto, os torcedores não levaram apenas a garganta, mas também cartazes com dizeres ofensivos aos dirigentes tricolores. As frases escritas pelos são-paulinos revoltadas eram as seguintes:

"Classificar pra Libertadores não é motivo de festa, é obrigação. O SPFC é gigante"

"Conselheiros de merda, vendidos. Estamos de olho"

"Jogadores: salário em dia e a surra atrasada"

"Renuncie, Leco. Somos 18 milhões contra você"

Ainda nesta quarta-feira, o São Paulo entra em campo para enfrentar o Internacional, na briga por uma vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores. Se vencer, o Tricolor garante a classificação, se perder, no entanto, passará a não depender mais de si para atingir o objetivo. Um empate ainda exigirá a conquista de um triunfo na última rodada, contra o CSA.












Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também