Torcedores invadem bilheteria e roubam ingressos de jogo da Copa da Argentina

·2 min de leitura
Bandidos roubaram ingressos nas bilheterias do estádio Bautista Gargantini. Foto: Reprodução/Twitter
Bandidos roubaram ingressos nas bilheterias do estádio Bautista Gargantini. Foto: Reprodução/Twitter

Um grupo da torcida do Independiente Rivadavia, clube que disputa a segunda divisão argentina, roubou mais de 600 ingressos da sede do clube ontem à tarde para o jogo de hoje contra o Gimnasia, no clássico de Mendoza pela fase 32 avos de final da Copa da Argentina.

De acordo com depoimentos da mídia local, cerca de 70 pessoas, entraram no clube com armas de fogo e ameaçaram os funcionários da bilheteria do estádio Bautista Gargantini, na capital provincial, além de render os seguranças presentes. O grupo de torcedores conseguiu levar 638 ingressos e o valor arrecadado pela bilheteria do dia.

Leia também:

Desta forma, muitos dos verdadeiros torcedores do Independiente Rivadavia ficaram sem ingressos para a partida, cercada de expectativa, que será realizada no estádio Malvinas Argentinas.

Em princípio, a venda de bilhetes vai continuar hoje "embora esteja a ser avaliada a extensão dos horários de início e encerramento", além do fato de "o local de venda poder ser alterado por precaução", segundo informações divulgadas pelo clube.

O site oficial da Copa Argentina reconheceu o fato conforme relatado pelos primeiros depoimentos e acrescentou sobre o caso.

"A denúncia correspondente foi feita na Delegacia 6 Bairro Cano com a intervenção do Escritório Fiscal No. 2. Como resultado disso, foi determinado que os ingressos entre os números 21363363 e 213634000 não podem ser usados ​​para comparecer ao estádio Malvinas Argentinas. A organização repudia veementemente o ocorrido e tomará todas as medidas necessárias para evitar o uso de ingressos cancelados".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos