Torcedores do Dinamo Kiev fazem manifestação racista durante partida

O jogo entre Dínamo Kiev e Shakhtar Donetsk, válido pelo Campeonato Ucraniano, teve cenas lamentáveis. Alguns torcedores da equipe da capital vestiram roupas brancas, similares às do Ku Klux Klan – grupo racista dos Estados Unidos que agredia negros -, e colocaram suásticas em suas roupas para tentar atingir o seu maior rival.

Esta ala de torcedores do Dínamo direcionou as ofensas ao número de jogadores negros do time de Donetsk, que era conhecido por contar com vários brasileiros antes dos problemas vividos com o país do Leste da Europa.

Вышиванка, Ку-клукс-клан и свастика. Современная Украина в одном фото. pic.twitter.com/UF24SDOyvM

— Сводки Новороссии (@myrevolutionrus) 24 de abril de 2017


Um dia antes do jogo, que foi realizado na sexta-feira, uma ação no Twitter pedia para que um grande número de torcedores utilizasse branco para fazer o que eles nomearam de “frenesi branca”.

Além disso, havia uma enorme bandeira com a frase “100% branco” e sinalizadores foram acesos e arremessados tanto no setor destinado à torcida visitante, como onde havia fãs locais. A partida terminou com vitória do Shakhtar por 1 a 0.

Um inspetor da Uefa esteve presente e viu os atos, enquanto avaliava as condições do estádio, que está definido como sede da final da Liga dos Campeões da temporada 2017/18.

Esta não foi a primeira vez que adeptos do Dínamo de Kiev fizeram atos racistas contra o atual líder do Campeonato Ucraniano. Em 2013, alguns torcedores tiraram fotos ao lado do ônibus do Shakhtar vestidos como membros do Klu Klux Klan. Dois anos depois, alguns fãs do time da capital foram filmados agredindo quatro homens negros durante partida da Champions League contra o Chelsea.