Torcedores do Cruzeiro penduram fotos de 'procurados' em varal como protesto contra dirigentes do clube

·1 minuto de leitura


Um protesto diferente foi protagonizado por parte da torcida do Cruzeiro, que não está nada contente com o time dentro de campo e os rumos do clube, fora dele. Foram colocados varais em frente ao Parque Aquático da Raposa, no Barro Preto, Região Centro-Sul de BH, com fotos de dirigentes pouco queridos pelos cruzeirenses, que comandaram o time celeste nos últimos anos.

Nos cartazes haviam fotos dos dirigentes com a palavra "procurados", com foco nas últimas três gestões do Cruzeiro. As fotos foram expostas juntas de cruzes na cor azul.

O "varal de cartazes" fez ironias com personagens com cargos importantes, principalmente com o atual presidente, Sérgio Santos Rodrigues, dois que já deixaram o cargo, Gilvan de Pinho Tavares e Vagner Pires.

Também estavam “representados” Sérgio Nonato, ex-diretor geral, e Itair Machado, ex-vice de futebol, considerados responsáveis pelo rombo de quase um bilhão de reais nos cofres do clube mineiro.

Também foram citados no protesto Paulo Pedrosa, ex-presidente do conselho deliberativo, e o conselheiro Fernando Torquetti, que se envolveram em situações controversas com a gestão de Vagner Pires de Sá.

O protesto não “esqueceu” de funcionários emblemáticos como Benecy Queiroz, há 60 anos no clube, e Edson Potsch, vice-presidente administrativo e superintendente de marketing do Cruzeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos