Torcedores argentinos fazem bandeira gigante em Bangladesh

Torcida argentina rivaliza com a torcida brasileira em Bangladesh. Foto: Rehman Asad/NurPhoto via Getty Images
Torcida argentina rivaliza com a torcida brasileira em Bangladesh. Foto: Rehman Asad/NurPhoto via Getty Images

Os torcedores da Argentina criaram um rebuliço na quarta-feira (17) ao pendurar uma bandeira de 3.000 pés (cerca de 914 metros) de comprimento em Nandail, Bangladesh.

A bandeira foi estendida de domingo a quarta-feira à tarde, em cerca de um quilômetro na Rodovia Regional Mymensingh-Kishoreganj até a estação ferroviária de Nandail.

Leia também:

Além de hastear a bandeira, os fãs dos Hermanos que pertencem a uma associação, compraram projetores e telões para transmitir os jogos da Copa do Mundo que será realizada no Catar.

Os empresários responsáveis pela investida disseram que a bandeira de quase um quilômetro de comprimento foi feita com mais de 1.300 metros de tecido em seis dias na alfaiataria de Abdul Matin, um alfaiate em Nandail Road Bazar. Aproximadamente 50.000 Taka bengalis, moeda local (cerca de 2662 reais), foram gastos para fazer a bandeira.

Mosharrof Hossain Riad, um dos idealizadores da bandeira gigante, disse: "Até onde eu sei, ninguém fez uma bandeira tão grande em Nandail ainda. É bom ver a bandeira enorme."

Outro incentivador da ação, Abdul Matin, disse: “Eu e minha esposa levamos seis dias para costurar a bandeira inteira. Nunca costurei uma bandeira tão grande na minha vida. Costurei com interesse porque amo a Argentina.”

Bangladesh é uma ex-colônia inglesa que já foi parte da Índia e do Paquistão e se tornou independente em 1971. Lá o esporte mais popular é o críquete e a seleção de futebol não tem resultados expressivos.

Assim, jogadores brasileiros e argentinos são astros no país e a rivalidade entre os torcedores se assemelha ao que acontece entre os países vizinhos na América do Sul.

Jornalistas locais explicam que os bengaleses se identificam com o Brasil por causa da origem pobre de grande parte dos jogadores brasileiros e também pela cor da pele. Já a torcida pela Argentina teria outra natureza: a rivalidade com o Reino Unido, ex-metrópole que explorou a região por mais de dois séculos.

A parte ruim dessa rivalidade é que o fanatismo também gera violência. Recentemente, em junho de 2022, sete pessoas ficaram feridas em uma briga entre torcedores dos times do Brasil e da Argentina.

A briga envolveu mais de 300 pessoas e os torcedores jogaram pedras e tijolos nos rivais, em confronto, que aconteceu em um campo de críquete nos arredores de Daca, a capital do país.