Torcedoras presenteiam Abel com bolo após um ano de Palmeiras

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Abel Ferreira conquistou dois títulos em um ano no Palmeiras. Foto: FRANKLIN JACOME/POOL/AFP via Getty Images
Abel Ferreira conquistou dois títulos em um ano no Palmeiras. Foto: FRANKLIN JACOME/POOL/AFP via Getty Images

Segue a relação de amor e ódio da torcida do Palmeiras com o treinador português Abel Ferreira. Na noite desta terça-feira, cerca de 15 representantes do "SEP das Minas", grupo de torcedoras do Verdão organizado pela internet, foram ao Centro de Treinamentos palmeirense, onde aguardaram a saída do técnico após o treino.

Ao descer do carro para receber o presente, Abel chamou a atenção de outros torcedores que aproveitaram para tirar fotos e pedir autógrafos.

Leia também:

Nesses primeiros 365 dias dirigindo a equipe palmeirense, o português levou o time a seis finais, incluindo a da Libertadores que acontece no dia 27 deste mês. Conquistou a Copa do Brasil ao bater o Grêmio e a competição continental sobre o Santos em final realizada no Maracanã.

Essa campanha credenciou o comandante do Verdão, a concorrer ao prêmio de melhor técnico de 2021 pela IFFHS (Federação Internacional de História e Estatística do Futebol).

Na volta da torcida, aplausos no início e vaias no fim

A torcida palmeirense tem uma relação no mínimo inusitada com o técnico Abel Ferreira. Um dos episódios que melhor explica isso aconteceu no jogo contra o Red Bull Bragantino, no início do mês de outubro, no jogo que marcou o retorno dos torcedores ao Allianz Parque.

Antes do apito inicial, Abel ouviu gritos e saiu do banco de reservas socando o ar para agradecer a homenagem. Mas com a derrota por 4 a 2, os xingamentos vieram acompanhados de uma sonora vaia.

Na ocasião o treinador deu razão aos torcedores que ficaram decepcionados com o desempenho do time.

“É isso que espero que o torcedor do Palmeiras faça. Que nos apoie e, no fim, julgue com palmas ou assobios. Hoje, não merecíamos outra coisa que não fossem assobios. Temos que fazer mais e melhor. Merecemos ser cobrados, porque não podemos sofrer gols da forma que sofremos”, reconheceu Abel.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos