Torcedoras do País de Gales dizem que seus chapéus foram 'confiscados' antes de jogo da Copa, diz jornal

Episódio ocorreu antes do jogo com Estados Unidos (Rolex dela Pena/EFE/EPA)


Um incidente marcou a entrada de torcedores do País de Gales na partida com os Estados Unidos, nesta segunda-feira (21). De acordo com o "The Guardian", a Associação de Futebol local está investigando as circunstâncias nas quais torcedoras tiveram chapéus com cores do arco-íris confiscados na entrada do Estádio Ahmad Bin Ali.

Algumas torcedores galeses relataram que alguns deles foram confrontados pela segurança, enquanto outras tiveram seus chapéus confiscados. Um grupo galês de torcedores LGBTQ+ intitulado "The Rainbow Wall" disse no Twitter:

Laura McAllister, famosa jogadora de futebol galesa, falou sobre o ocorrido em uma rede social.

"Este é o nosso chapéu de arco-íris. Estamos muito orgulhosos deles, mas a notícia hoje à noite é que estão tirando-os das nossas torcedoras galesas que os usam no Qatar. Não os homens, apenas das mulheres. Fifa, é sério!".

E desabafou logo em seguida.

“Portanto, apesar das belas palavras da Fifa antes do evento, os chapéus de balde arco-íris do País de Gales foram confiscados no estádio, incluindo o meu. Tive uma conversa sobre isso com os comissários. Temos evidências em vídeo. Esta Copa do Mundo só ficará melhor, mas continuaremos defendendo nossos valores.”