Torcedora é beijada à força no Mineirão e relata desdém de seguranças

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Torcedora foi beijada à força na partida entre Atlético Mineiro e Corinthians. Suspeito foi identificado, mas não localizado.
Torcedora foi beijada à força na partida entre Atlético Mineiro e Corinthians. Suspeito foi identificado, mas não localizado. Foto: (Reprodução/Twitter)

Uma torcedora do Atlético Mineiro denunciou um caso de assédio sofrido na partida da última quarta-feira (10) contra o Corinthians no Mineirão. Nas redes sociais, Débora Cotta relatou que ao dirigir-se a um dos bares do estádio para buscar cerveja no início do segundo tempo, um homem agarrou-a e beijou sua boca contra a vontade de Débora.

Ainda segundo o relato, Débora Cotta agrediu o homem com chutes e socos enquanto gritava que ele a havia agarrado, mas o suspeito fugiu correndo. Uma outra torcedora a auxiliou levando Débora até os guardas do estádio. A resposta dos mesmos, segundo a torcedora, foi de questionar se havia testemunhas e onde estava o homem. Ao requisitar que os guardas tomassem alguma atitude, de acordo com Débora, lhe foi dito para procurar a polícia.

Leia também:

Após alguns instantes, a atleticana foi encaminhada à delegacia do estádio, onde teve apoio da polícia que, resgatando as imagens das câmeras de segurança, pôde identificar o assediador. Débora pontuou nas redes sociais que o policial que a atendeu foi o mesmo que atendeu o caso de assédio da semana passada, na partida envolvendo o Galo e o Grêmio.

O trauma foi tamanho que Débora teve dificuldades para dormir. A atleticana lamentou a situação disse não saber se a sensação de nojo irá passar: "Eu não consigo parar de pensar, me dá uma sensação horrível, de nojo, não sei se isso vai passar uma hora. Eu nunca vi o Galo ser campeão brasileiro, não ia perder a oportunidade de ver os jogos. Eu só queria pegar uma cerveja e assistir ao jogo".

Em nota, o Mineirão afirmou que tem conhecimento do caso denunciado e está apurando junto de sua equipe de segurança contratada. Leia a nota oficial na íntegra:

"O Mineirão informa que vem aprimorando o treinamento de seus prestadores de serviço e tem trabalhado para o melhor acolhimento das torcedoras. É importante que denúncias como essa sejam feitas para que o estádio leve ao conhecimento das autoridades policiais".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos