Torcedor do Santos que atirou sal grosso na cabine do VAR espera o troféu de 'craque do jogo'

·3 minuto de leitura


Wagner Leonardo fez o gol do Santos contra o Grêmio que quebrou o jejum de 11 jogos sem vencer da equipe santista. Herói do jogo? Muito provável. Assim como Camacho, que fez uma grande partida. Marinho, com muita raça. Velázquez, cada vez mais "leve" no Peixe.

Mas o principal personagem dessa vitória não foi escalado pelo técnico Fábio Carille. Israel Anderson de Melo, de 42 anos, que trabalha no setor de distribuição de alimentos da Vila, foi flagrado jogando sal grosso no VAR e caiu nas graças da torcida e do próprio perfil do Santos, considerado o 'craque do jogo'.

- Essa do craque do jogo é engraçado porque é sem jogar, só não ganhei o trofeuzinho. Cara, a ficha veio cair no final da tarde, agora eu estou vendo a dimensão, estou aproveitando. Todo mundo tem seu minuto de fama, as pessoas me tratando bem, os memes, espero que o Santos continue com essa sorte e que o jogo vire para nós - disse Israel ao LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE.

- Graças a Deus saiu da zona de rebaixamento, mas está perigando ainda, não está totalmente livre. Eu não digo que sou responsável (por quebrar a zica), mas todos que estavam na Vila, os que estavam fora, os que não conseguiram entrar, todo mundo teve sua energia positiva e fizeram acontecer. Eu com a minha fé, com o meu pensamento, eu fiz aquilo, pode ter ajudado, eu acredito em uma força maior, acredito na fé, mas os jogadores foram os responsáveis. Eles foram merecedores, daqui para frente vai ser só vitória. Precisamos sair dessa situação. Pode ser que seja 5% responsável - completou.

O torcedor diz ser adepto de várias superstições quando o assunto é o Santos. Foi considerado 'louco' por parte dos amigos, mas leva com bom humor.

- Superstição é o que eu mais tenho. Assistir jogo no mesmo lugar, mesma camisa, mesmo shorts, só usar camisa do Santos no dia do jogo se for para o estádio. É muita coisa que falam que é de louco, mas eu tenho. Cruzo dedo, descruzo dedo, enrola a camisa, mão no bolso, chupar bala... cada um com a sua superstição. O que vale é que dê certo - afirmou, rindo.

Israel Melo é funcionário da empresa que atua na venda de alimentos e bebidas da Vila Belmiro e diz honrado pela oportunidade de trabalhar tão perto do seu time de coração.

- Eu gostaria de agradecer primeiramente a Deus por proporcionar isso na minha vida, por trabalhar em um lugar que eu amo, com o time que eu amo. É muito bom estar ali, é diferente. A Vila está fechada numa segunda ou terça, e é diferente a energia. Arrepia, você começa pensar em jogos. Essa parte da cidade de Santos é diferente. Gostaria de agradecer minha família que sempre me apoiou com as minhas loucuras, meus amigos, os torcedores do Santos, todos que mandam mensagens, que dão força no meu Instagram. Agradecer ao Daniel e ao Guto, que são duas pessoas que eu trabalho junto na Vila, toda equipe que trabalha da Original Co., nós trabalhamos com alimentos e bebidas. Só tenho de agradecer. Nação santista, valeu pelas brincadeiras, memes. Vamos com energia positiva que o Peixão vai sair dessa - finaliza Israel Melo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos