Torcedor inglês relata que foi forçado a ficar nu por usar cores do arco-íris

Arco-íris se forma no estádio Ahmad Bin Ali antes do jogo entre Japão e Costa Rica na Copa do Mundo do Catar. Foto: REUTERS/Marko Djurica
Arco-íris se forma no estádio Ahmad Bin Ali antes do jogo entre Japão e Costa Rica na Copa do Mundo do Catar. Foto: REUTERS/Marko Djurica

Por estar usando roupas e acessórios com as cores do arco-íris, o torcedor inglês Anthony Johnson alega ter sido forçado a ficar completamente nu em uma sala do Estádio Al-Bayt, onde tentou assistir à partida entre Holanda e Catar nesta terça-feira (29), pela Copa do Mundo.

Segundo Johnson, por estar usando uma camiseta com o escudo da Federação inglesa nas cores do arco-íris, e um boné com as mesmas cores, ele foi parado pela equipe de segurança. Um dos seguranças teria dito que o britânico "não estava respeitando a cultura local".

Leia também:

Ao ser levado para uma sala, o torcedor teria sido forçado a retirar suas roupas, inclusive íntimas, e passou por revista com detector de metais por dez minutos. Quando foi liberado para retornar até a entrada do estádio seu boné havia sumido, e seguranças teriam dito que ele "não estaria usando um boné anteriormente". Após mais alguns minutos o boné foi encontrado escondido atrás de um scanner corporal.

A camiseta e boné utilizadas por Johnson são vendidos pela loja oficial da Seleção Inglesa.

Entenda a situação

O Catar tem leis rígidas para pessoas LGBTQIA+ e diversos protestos foram realizados durante os jogos da Copa, realizada no país. Existem muitos relatos de pessoas sendo retiradas de estádios ou questionadas pela polícia por acessórios e roupas que tenham as cores do arco-íris, símbolo da luta LGBTQIA+ ao redor do mundo.

A FIFA havia anunciado que a partir da segunda rodada os torcedores não seriam mais impedidos de ingressar nos estádios por estarem usando cores do arco-íris. No jogo entre Portugal e Uruguai, nesta segunda-feira (28), ocorreu uma invasão de campo em que o manifestante segurava uma bandeira do orgulho gay. Também nesta terça-feira um torcedor americano foi detido por usar uma braçadeira arco-íris.