Racismo em Boca x Corinthians: torcedor imita macaco

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Racismo: torcedor do Boca Juniors imita macaco na direção de corintianos na Bombonera (Foto: Reprodução)
Racismo: torcedor do Boca Juniors imita macaco na direção de corintianos na Bombonera (Foto: Reprodução)

Antes mesmo do início da partida entre Boca Juniors e Corinthians nesta terça (17), um caso de injúria racial foi registrado no Estádio La Bombonera, com um torcedor argentino imitando macacos na direção dos brasileiros presentes.

Na partida de ida entre as duas equipes, válida pela Liberiadores da América, um torcedor argentino foi detido pela polícia na Neo Química Arena após imitar um macaco na direção dos fãs corintianos presentes na partida.

Leia também:

Leonardo Ponzo pagou fiança no valor de R$ 3 mil e foi liberado na manhã seguinte ao jogo, prontamente embarcando de volta para a Argentina. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a fiança teria sido paga pelo consulado argentino.

Na oportunidade, o clube brasileiro divulgou uma nota social dizendo que "repudia todo e qualquer ato de racismo e discriminação e agradece à Polícia Militar pela eficiência no apoio prestado. Esse fato só reforça a importância de nossa luta por um futebol sem ódio."

Recentemente, a Conmebol anunciou uma mudança nas punições, prometendo punir de forma mais pesada caso de racismo. Assim, a multa mínima ao clubes em decorrência de atos discriminatórios de torcedores passa dos US$ 30 mil para US$ 100 mil. Além disso, o Comitê Disciplinar da Conmebol pode ainda determinar que um clube tenha que jogar de portões fechados ou com interdição parcial do seu estádio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos