Torcedor do Corinthians demitido após protesto ganha novo emprego

Três semanas após ser demitido por ter participado de protestos em São Paulo, o torcedor do Corinthians Emerson Vitalino, conhecido como Emerson Osasco, já tem novo emprego, segundo reportagem do UOL. O corintiano ganhou notoriedade por ter sido um dos protagonistas de manifestação antifacista e antirracista na Avenida Paulista, no dia 31 de maio deste ano.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Emerson, que é desenvolvedor de software, havia acabado de receber uma promoção como prestador de serviço na empresa em que trabalhava. No entanto, no dia seguinte, após ter aparecido em diversas imagens do protesto, foi comunicado que estava dispensado do emprego. Segundo ele por conta das manifestações, o que caracterizaria perseguição política.

Leia também

Com a notícia de sua demissão disseminada em vários veículos, Emerson passou a receber inúmeras oportunidades de trabalho, inclusive alavancadas por influenciadores famosos, como Felipe Neto. Uma dessas proposta atendeu aos desejos do corintiano, que vai trabalhar com uma empresa de consultoria.

- Foi uma enxurrada de mensagens de pessoas querendo ajudar, mostrando vagas em startups e empresas de consultoria. Vou trabalhar para uma consultoria que vai pegar o projeto de uma fintech irlandesa - afirmou ao UOL.

Ainda segundo a reportagem, Emerson está em Brasília neste fim de semana, pois junto com outros torcedores querem tentar um encontro com Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, para entregar um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. Além disso, o grupo fará um novo protesto antirracista e antifacista no Distrito Federal.

Leia também