Torcedor do Boca detido por gesto racista em jogo contra o Corinthians paga fiança e consegue liberação


O torcedor do Boca Leonardo Ponzo, flagrado fazendo gestos racistas na Neo Química Arena, pagou fiança e foi liberado nesta manhã após ser detido pela Polícia Militar de São Paulo. O fato ocorreu durante o jogo entre Corinthians e Boca Juniors, na noite desta terça-feira (27), pela Copa Libertadores.

A informação foi dada inicialmente pelo SBT e confirmada pela reportagem LANCE!. Quem forneceu o dado inicial foi César Saad, delegado da Drade (Delegacia de Repressão aos Delitos Esporte).

> Por ato de racismo, torcedor do Boca é detido em jogo do Corinthians; veja o vídeo

Torcedor do Boca Juniors Sendo Preso
Torcedor do Boca Juniors Sendo Preso

Torcedor do Boca foi detido (Foto: Alex Silva / LANCEPRESS!)

O torcedor argentino foi enquadrado no crime de injúria racial, que é passível de pagamento de fiança para liberação. A pena do caso é de um a três anos de detenção e Leonardo Ponzo pagou R$ 3 mil para ser solto, porém ainda não há confirmação de que ele deixou o Brasil.

O Timão se manifestou sobre o caso em suas redes sociais: 'O Corinthians repudia todo e qualquer ato de racismo e discriminação e agradece à Polícia Militar pela eficiência no apoio prestado. Esse fato só reforça a importância de nossa luta por um futebol sem ódio', escreveu o clube em nota.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos