Toninho Cerezo elogia Jair e pede que ele chegue mais ao ataque

Valinor Conteúdo
LANCE!


O Atlético-MG tem se mantido próximo do torcedor com a atividade mais usada nessa parada forçada do futebol, causada pela pandemia do novo coronavírus: as lives. O clube realizou um bate papo com um dos maiores ídolos do clube, o ex-volante Toninho Cerezo, que tem rica história pelo Galo e Seleção Brasileira.

No bate papo com Cerezo, teve uma avaliação do volante Jair, tido como um dos pilares do meio de campo alvinegro, por parte do ex-camisa 5, que jogou 400 vezes pela equipe mineira, com 53 gols marcados, além de estar nas Copas do Mundo de 1978 e 1982.

Cerezo elogiou Jair, mas destacou que por sua qualidade, pode se lançar mais o ataque. Outra percepção do ex-jogador é a preocupação com as lesões do volante, uma constante na temporada 2019, que prejudicou o Galo.

- No Atlético tem o Jair. Ele não é bobo, não. Ele fica mais na defesa, porque eu sinto que é determinação do treinador segurar. Quando eu vou no jogo, fico olhando: bola na linha de fundo, vejo quem está chegando na área. Esse Jair. Não sei porque ele machuca tanto. Pô, um negão forte, alto (risos). Acho que ele machuca demais. A gente quer ver sempre o time da gente com os melhores - disse Cerezo, que destacou a inteligência em campo de Jair e seu potencial ofensivo.






- Ele é um cara tão inteligente que, no momento que ele não tem a posse de bola, ele passa a linha do meio-campo do adversário. Interessante isso. Justamente para fazer o trabalho do segundo atacante. Porque às vezes o segundo atacante sai pra um lado, sai pro outro, e ele encaixa como segundo atacante. Você vê que é um cara que tem uma característica de chegar na área. Mas os caras têm que arriscar mais. Um time do porte do Atlético tem que arriscar mais - disse.

Jair recebeu bem as falas de Toninho Cerezo e agradeceu ao ex-craque, citando que o ídolo do Galo é um espelho em sua carreira.

- Estou passando aqui pra agradecer o carinho que vocês sempre tiveram comigo, em especial ao Toninho Cerezo. Estive acompanhando a live dele na TV Galo, ele me elogiou muito. Fico muito feliz por isso, porque é um cara que fez história com a camisa do 'Galão', fez história com a camisa da Seleção. Espero estar fazendo o mesmo. Isso serve de espelho pra mim e isso me motiva cada dia mais. Continuem se cuidando aí - disse.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também