Colômbia espera jogar de igual para igual com o Brasil pela Davis

EFE

Barranquilla (Colômbia), 4 abr (EFE).- O capitão da equipe da Colômbia na Copa Davis de tênis, Pablo González, afirmou nesta quarta-feira em Barranquilla que seus jogadores estão prontos para enfrentarem o Brasil a partir da próxima sexta e conquistar uma vaga na repescagem do Grupo Mundial.

"Estamos preparados para dar 100% contra uma equipe que é integrado por bons jogadores. Mas acredito que estamos em um nível semelhante", comentou González durante a apresentação do time anfitrião no Parque de Raquetas, em Barranquilla, onde as partidas serão realizadas.

O tenista Santiago Giraldo, ex-top 30 e atualmente em 290º lugar no ranking da ATP, disse que espera um confronto equilibrado, mas demonstrou confiança em um bom resultado.

"O Brasil é uma equipe completa, mas a série está aberta. Hoje, acreditamos que nossas chances de triunfo estão em 50%", declarou Giraldo, que voltou a competir há duas semanas, no quali do Masters 1000 de Miami, depois de ter ficado longe das quadras desde setembro por problemas físicos.

O ponto forte da equipe anfitriã é a dupla formada por Robert Farah e Juan Sebastián Cabal, vice-campeã do Aberto da Austrália deste ano e que enfrentará Marcelo Melo, número 1 do mundo, e Marcelo Demoliner no sábado.

"O jogo de duplas será muito dura devido ao alto nível dos adversários. Se eles estão aí é porque vêm jogando bem, e cabe a nós derrubarmos as estatísticas", salientou Farah, fazendo referência ao fato de que o Brasil tem oito vitórias em oito confrontos contra a Colômbia na história da Davis. EFE


Leia também