Em tom de despedida, Marlone pede respeito à sua história no Timão

O atacante Marlone, que está bem próximo de acertar sua saída para o Atlético-MG, emitiu uma nota por meio da sua assessoria de imprensa chamando de covardes acusações de que ele teria “pipocado” antes do clássico contra o Palmeiras, o qual perdeu devido a uma virose. A versão foi publicada em uma matéria do jornalista Jorge Nicola, mas foi prontamente rechaçada pelo atleta.

“Estou muito chateado com o que algumas pessoas do Corinthians estão passando para a imprensa a meu respeito. É uma covardia muito grande. Quem me conhece sabe como sou extremamente profissional e comprometido”, disse o jogador, que, além do Derby, vencido pelo Timão por 1 a 0 no estádio de Itaquera, também desfalque nas duas rodadas seguintes e, desde então, apenas opção entre os reservas.

Pouco após o caso, o próprio Marlone fez questão de explicar detalhadamente o que havia acontecido para que ele fosse cortado do duelo, relatando horários e sintomas com riqueza de detalhes. Dentro do clube, as pessoas ouvidas pela Gazeta Esportiva também garantem que o jogador não tinha condições de entrar em campo, demonstrando fraqueza nos movimentos, febre e pele pálida.

“Basta vocês perguntarem a todos os profissionais com os quais trabalhei até hoje, sejam atletas, treinadores e todos os companheiros de clube, duvido que alguém tenha alguma coisa negativa para falar sobre a minha conduta”, continuou o atleta, que ressaltou seu carinho pelo Alvinegro paulista antes de deixar claro que sua saída para o Atlético-MG, em negócio que envolverá a chegada do atacante Clayton ao Parque São Jorge, ambos por empréstimo.

“Eu tenho um carinho muito grande pelo Corinthians, representei o clube com todas as minhas forças, com todo comprometimento, dedicação e profissionalismo, e não admito que digam mentiras a meu respeito. Aproveito a oportunidade para demonstrar o meu eterno reconhecimento a Fiel, aos meus companheiros de time e todos os profissionais do Corinthians com os quais tive a honra de trabalhar neste período”, concluiu o jogador, que tem vínculo com o Timão até o final de 2019.