Todt não espera uma "temporada normal da F1" em 2021

Filip Cleeren
·2 minuto de leitura

A Fórmula 1 enfrentou uma temporada de 2020 sem precedentes, com 17 etapas divididas entre Europa e Oriente Médio devido à pandemia da Covid-19, com um início tardio em julho e uma programação extremamente condensada que se estendeu até dezembro.

No mês passado, o World Motor Sport Council aprovou um calendário recorde de 23 provas para 2021.

Várias semanas antes, o ex-chefe da F1, Chase Carey, disse que o esporte estava "planejando para 2021 eventos com fãs que proporcionariam experiências próximas do normal e esperando que os acordos sejam honrados", mas de acordo com o presidente da FIA, Jean Todt, os desafios apresentados pela pandemia "não acabaram" enquanto ele se prepara para mais mudanças na programação.

Leia também:

Entenda os bastidores da negociação entre Hamilton e Mercedes F1: GP da Austrália deve ser adiado por causa da Covid-19; entenda Marko diz que fracasso de Vettel na Ferrari foi causado por "insegurança" desde GP da Alemanha de 2018

Nesta segunda-feira, o Motorsport.com soube que o GP da Austrália, de abertura da temporada, poderá ser adiado.

"Infelizmente, não acabou", disse Todt. “Não é como se a temporada estivesse acabando, [então] começamos com um pedaço de papel branco. O lockdown ainda vai acontecer, o confinamento, o vírus está aí.”

“Tem havido progresso. Estamos esperando uma vacina, então será bom para a população, bom para o planeta poder desfrutar disso.”

“Mas tenho certeza de que nos próximos dias, ouviremos muitas mudanças potenciais nos diferentes calendários, não apenas na Fórmula 1, mas em outros calendários.”

"Se eu tivesse que me comprometer em uma volta ao normal, mesmo que sinta que será uma vida diferente por trás da crise da Covid-19, acho que metade do próximo ano, na minha opinião, não deveremos esperar por uma temporada normal."

Todt elogiou os esforços da Fórmula 1 para montar um calendário de emergência para 2020, que incluiu duas rodadas duplas em Spielberg e Silverstone e um retorno surpresa a Istanbul e Imola, bem como estreias da F1 para Mugello e Portimão.

“Acho que a temporada de 2020 foi uma ótima temporada e com muita criatividade”, acrescentou Todt.

"Quem poderia imaginar há um ano, quando nos encontramos em Paris, que teríamos três GPs na Itália, [corridas] consecutivas na Áustria e em Silverstone?”

“Quero também destacar o papel desempenhado por Chase Carey e sua liderança na Fórmula 1, trabalhando com a FIA quando você vê o que foi alcançado para limitar pessoas vítimas da Covid-19 no automobilismo.”

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Confira DEZ motivos para ficar ligado na temporada de 2021 da F1

Your browser does not support the audio element.