"Todo time tem provavelmente um jogador gay", diz capitão do Watford

Goal.com

O atacante inglês Troy Deeney declarou que provavelmente todo time de futebol tem um jogador gay e os encorajou a falarem abertamente sobre isso. O capitão do Watford disse que o não posicionamento deve ser um fardo pesado de se carregar.

"Eu falo para ficar registrado que provavelmente há um jogador gay ou bissexual em cada time de futebol", afirmou Deeney ao podcast da BBC "Grounded with Louis Theroux".

"Eu acho que as pessoas gays ou dessa comunidade definitivamente estão muito preocupadas em ter que assumir a responsabilidade de serem as primeiras. Acho que uma vez que o primeiro falar, haveria muito mais", disse o jogador inglês.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Deeney é divorciado e tem dois filhos. Aos 31 anos, é um dos principais jogadores do Watford. E ele encorajou que jogadores falem sobre homossexualidade: "Se alguém aparecesse e dissesse isso, eu realmente acredito que na primeira semana pelo menos 100 pessoas diriam 'eu também'".

"Acho que agora existe uma plataforma maior do que nunca para ser um atleta gay de qualquer natureza. Também me pergunto por que as pessoas se aposetam do futebol, do rugby, ou qualquer outro esporte, e depois falam 'eu sou gay'... sinto que deve ser um fardo muito pesado para carregar por toda a sua carreira esportiva", concluiu Deeney.

Olivier Giroud, atacante do Chelsea, compartilha da mesma opinião de Deeney em relação ao peso que deve ser para um homem se revelar homossexual no meio do futebol.

Não são muitos os casos de atletas que se declaram gays no futebol. Em 2019, a Goal relembrou histórias de jogadores que afirmaram suas homossexualidades. Talvez o jogador mais famoso seja Thomas Hitzlsperger, alemão que disputou a Copa do Mundo de 2006.

Leia também