TJD avalia confusão entre Fagner e Cueva, mas corintiano deve atuar nas finais

DASSLES MARQUES

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A confusão entre Fagner e Cueva na partida entre Corinthians e São Paulo, no último fim de semana, poderá render punição aos jogadores. Antonio Olim, presidente do TJD-SP (Tribunal de Justiça Desportiva do Estado de São Paulo), confirmou à reportagem que pediu que as imagens da partida fossem analisadas para uma possível denúncia.

"Pedi para os procuradores observarem as imagens e verificar o chute do Fagner sobre o Cueva para ver se será feita alguma denúncia. É cedo para dizer se ele pode perder a final", disse Olim.

A confusão entre Fagner e Cueva aconteceu na partida na Arena Corinthians do último domingo (23). Em momentos diferentes, os atletas trocaram agressões. O peruano chegou a dar uma cabeçada no lateral. Enquanto o corintiano deu uma joelhada na coxa do adversário, onde ele havia sofrido uma lesão recentemente. Os dois também se empurraram depois de uma jogada.

Segundo Olim, apesar do Corinthians ter duas partidas pela frente, Fagner dificilmente seria julgado antes do término do campeonato, ou seja, não teria suspensão a cumprir nas partidas decisivas contra a Ponte Preta. A expectativa é que o julgamento só aconteça depois do dia 8 de maio.

"Com certeza, tudo leva a crer que sim [que Fagner jogará as finais]. Acredito que o caso só entrará na Comissão Disciplinar lá pelo dia 9 de maio. Já teria acabado o campeonato. Se forem apenados, futuramente cumprirão a pena. Acredito que a pena não se estende ao Brasileirão, ficaria para o Campeonato Paulista do ano que vem", disse Olim ao canal 'FOX Sports'.