Titular em estreia, Rafael fala sobre rodízio de goleiros no São Paulo: 'Quem decide quem joga é o Rogério'


Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Um dos reforços trazidos pelo São Paulo para a temporada 2023, Rafael foi o goleiro titular do Tricolor paulista no primeiro jogo da equipe no ano. Sobre a escalação de Rogério Ceni, uma das maiores dúvidas era justamente para a posição, uma vez que existem mais duas opções além de Rafael: Felipe Alves e Jandrei.

Inclusive, Felipe Alves assumiu o posto de titular no final da temporada passada, após uma queda no rendimento de Jandrei. De acordo com as palavras de Rafael, a decisão sobre quem é titular ou não pertence somente ao treinador.

ATUAÇÕES: Ataque do São Paulo é pouco eficiente em empate na estreia; veja as notas

Veja tabela do Campeonato Paulista e simule os próximos jogos

O jogador também falou sobre seu primeiro duelo com a camisa do São Paulo. Contra o Ituano, em um empate por 0 a 0, correspondeu em todas às vezes que foi acionado.

- Estou muito feliz de estrear, gostaria de ter saído com a vitória, mas sair sem levar gol foi bem importante. Agora é continuar trabalhando, temos grandes goleiros, fui acolhido, somos amigos. Quem decide quem joga é o Rogério, nosso papel é trabalhar ao máximo, ajudar o time ao máximo, estar se dedicando - disse.

Veja as movimentações do São Paulo no mercado da bola

Com 45 mil pessoas presentes no estádio do Morumbi, o elenco tricolor recebeu vaias ao término da partida. Rafael falou sobre a reação da torcida, mas afirmou que entende a frustração.

- Lotou o estádio, 45 mil pessoas. Entendemos a frustração do torcedor, de vir e sair com empate. Buscamos a todos os momentos a vitória, a gente vai evoluir, crescer muito, estivemos perto de ganhar. Jogamos diante a uma grande equipe, é natural essas vaias. Estamos trabalhando e evoluindo - destacou.

Novamente sobre a disputa de titularidade no gol, o defensor destacou o grupo de goleiros do Tricolor como 'forte' e afirmou que todos treinam juntos e se dedicam independente de quem for entrar em campo - ressaltando, mais uma vez, que a decisão final pertence ao Rogério Ceni.

- Rogério trabalha com a gente de forma igual. É como eu falei, temos um grupo forte de goleiros. Temos nos ajudado muito. A questão de quem joga ou não é decisão do treinador. É estar junto, próximo, fazer dessa disputa um ambiente saudável para que a gente cresça junto. Nós estamos fazendo nosso trabalho, se dedicando ao máximo e fazendo o nosso melhor. Independente disso, vamos trabalhando para tudo ficar bom. No dia, Rogério decide, a gente entra lá e faz - concluiu.

O São Paulo volta a campo na quinta-feira (19), contra a Ferroviária, às 19h30. Será a primeira partida do Tricolor disputada fora de casa no ano. O palco do confronto será na Arena Fonte Luminosa.

Goleiro Rafael
Goleiro Rafael

Rafael estreou como titular em primeiro jogo do São Paulo no ano (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)