Titular, Daniel Penha marca e é destaque no Sub-23 do Corinthians

LANCE!
·2 minuto de leitura


Contratado há menos de duas semanas para defender a equipe Sub-23 do Corinthians, o meia Daniel Penha vem mostrando que pode ser importante para a equipe corintiana. Reserva diante do Paysandu no último fim de semana, o jovem entrou no intervalo e deu uma assistência. Titular na última quinta, em sua segunda partida pelo clube, marcou de falta no empate em 1 a 1 diante do Ceará pelo Brasileirão de Aspirantes.

Com contrato de empréstimo com opção de compra junto ao Atlético-MG até fevereiro de 2021, o jovem de 22 anos estava defendendo o Sampaio Corrêa na Série B do Brasileirão antes de se transferir ao Parque São Jorge. No início da temporada, defendeu a equipe do Coimbra durante a disputa do Estadual Mineiro. Agora no Timão, Penha revela ter chegado ao clube com boas expectativas.

- Desde que eu soube que viria para cá criei expectativas boas. Meu plano era, sim, começar bem, é sempre bom começar com o pé direito. Mas não imaginei que seria tão bom assim. Já no primeiro jogo entrei no intervalo e dei assistência. Hoje já fiz gol, e não só o gol, mas também fiz uma boa partida. Gostaria de ter saído com a vitória mas é sempre bom também estar somando pontos. Não tenho dúvidas de que as coisas vão melhorar cada vez mais para mim aqui no Corinthians, profissionalmente e pessoalmente - comentou.

Em grande fase na equipe Sub-23, Daniel Penha já vislumbra uma sequência de jogos entre os onze principais. O meia, no entanto, garante que chega ao clube para somar e está focado em alcançar os objetivos coletivos antes dos individuais.

- Espero ter uma sequência boa, sabemos da força do nosso grupo. Eu cheguei aqui para somar, temos outros somando também. É sempre bom ter a força do grupo como um todo. Espero que eu tenha uma sequência, mais oportunidades, mas para isso preciso mostrar no dia a dia com os treinamentos e a cada jogo. Busco essa sequência para que eu pegue novamente ritmo de jogo e que eu possa cada vez acrescentar mais para o grupo. Vim aqui para isso, não apenas pelos meus objetivos pessoais, mas principalmente pelos objetivos coletivos - completou.