Tite exalta momento dos convocados na Seleção e explica ausência de Renan Lodi: 'Pela não vacinação'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O técnico Tite falou sobre quais são os objetivos traçados para a reta final da Seleção nas Eliminatórias da Copa do Mundo. Em entrevista coletiva online nesta quinta-feira (13) após a convocação para os jogos do Brasil com Equador e Paraguai, o comandante canarinho destacou como será o período de testes para os atletas.


- Um conjunto temos que avaliar sobre um contexto todo. Não dá para dizer o que é determinante para cada atleta. Tem que pegar o desempenho dos últimos quatro anos. A gente tem as oportunidades. E quando vem aqui ele tem que produzir dessa mesma forma. É o último ano de preparação para a Copa, mas todos esses fatores definem a convocação final - declarou.

O técnico também revelou que houve uma mudança de planos quanto a jogadores que teriam chance na lateral esquerda.

- O que posso antecipar é que o Renan Lodi não pôde ser convocado pela não vacinação. Ele perdeu essa oportunidade de concorrer. Essa busca de informações. O Arana poderia estar, mas não teve ainda trabalhos mais específicos de treinamento - disse.

>Veja a tabela das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022

Quanto às voltas de Bruno Guimarães e Alex Telles, o auxiliar César Sampaio afirmou:

- Temos um radar de cerca de 46 atletas que concorrem. O Bruno Guimarães é um atleta que temos uma comunicação. Checamos o momento do atleta. Iniciou muito bem no Lyon, teve uma queda, normal de adaptação. Em um segundo momento, ele já se comunica melhor, entende melhor o clube e o país. O Telles da mesma forma, existe a concorrência no setor.

A manutenção de Coutinho na lista de convocados foi definida desta forma pelo treinador.

- Coutinho é um jogador de armação e conclusão importante. Que vai recuperando seu melhor nível. Está em condição de retornar. Uma perspectiva de que ele possa ter a retomada de seu maior nível. Para que possa ver e oportunizar se este crescimento possa estar acontecendo - afirmou.

Mais tarde, Tite voltou a falar sobre a situação de Renan Lodi.

- Eu, particularmente, entendo que a vacinação é uma responsabilidade social. Eu trago comigo. Eu e minha família. Eu e meus netos. Queria ter meus pais, não tenho. Mas queria poder protegê-los. Segundo, o aspecto é respeitando a parte das autoridade sanitárias de cada país. Renan Lodi não poderia entrar no Equador. Ele teve a primeira dose da vacina no dia 10. Não estaria apto de estar com a delegação. Respeitamos as leis deste país - e, em seguida, falou sobre o jogo entre Brasil e Argentina, que foi interrompido na Neo Química Arena por agentes da Anvisa:

- Diferente do que aconteceu quando a Argentina veio e entrou com atletas sem autorização. Fizemos a nossa parte, entramos em campo. Ninguém vem aqui e faz o que quer. A Anvisa e a Polícia Federal fizeram o que tinham que fazer. Estou na expectativa da decisão final da Fifa. Pois em termos esportivos e termos legais fizemos tudo corretamente - complementou.

O doutor Jorge Pagura falou sobre a vacinação dos atletas.

- Existem dois tipos de condição. Em relação à vacina, é um problema técnico. A CBF prioriza os que tem a vacinação completa. O Equador não permite entrada de quem não tem o ciclo completo. Os estrangeiros têm que ter as duas vacinas e os estrangeiros também. De qualquer forma, estaria prejudicado nesta condição - afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos