Tite, Neymar, Mbappé, Messi e Cristiano Ronaldo surgem na Copa com relógios que vão de R$ 32 mil a R$ 1,3 milhão

No mundo do futebol, técnicos, jogadores e ex-atletas dividem uma paixão que vai além do campo. Desde o início da Copa do Mundo no Catar, integrantes de equipes de diferentes países exibiram alguns itens dessa paixão. Com valores entre R$ 32 mil e R$ 1,3 milhão, os relógios da Copa do Mundo certamente estão à altura dos ícones que esses acessórios no pulso.

Começando pelo professor, Tite mostrou que não está para brincadeira com seu Omega Seamaster Aqua Terra de pulseira marrom. Pelo site da marca, o acessório custa U$ 5,9 mil, chegando a cerca de R$ 33 mil.

Quando chegou na Itália para os treinos da seleção brasileira antes da Copa, Neymar apareceu usando um Cartier Santos em aço, com um tratamento que deixa o metal mais resistente a arranhões e muda um pouco a cor do acessório. Lá fora, a peça custa cerca de U$ 8 mil. Aqui no Brasil, direto na boutique, o relógio é vendido por R$ 50 mil.

Visto de relance durante a estreia do Brasil contra a Sérvia na última quinta-feira, Cafu se mostrou fã da seleção e dos relógios. Vestido de terno e gravata, o ex-jogador usava um CVSTUS Metropolitan Cafu Edition, uma edição limitada com apenas 50 peças feita em parceria com ele. O acessório usado pelo embaixador da Copa no Catar é avaliado em U$ 41 mil, o equilavente a R$ 230 mil.

Também ex-jogador da seleção e ídolo do Corinthians, Roberto Carlos usou um Hublot Big Bang Unico no estádio para assistir ao jogo do Brasil da última quinta-feira. O relógio €22 mil, ou R$ 123 mil na boutique no Brasil.

Mudando um pouco de páis... Considerado o melhor jogador na partida entre França e Austrália, Mbappé usou um modelo diferente da mesma marca escolhida por Roberto Carlos. Ao receber o prêmio, o craque francês apareceu com um Hublot Spirit of Big Bang Moonphase.

O acessório custa U$ 43 mil, chegando a R$ 240 mil no Brasil.

Jogando por Portugal, Cristiano Ronaldo aproveitou a visibilidade durante a Copa do Mundo para divulgar uma parceria com a marca JACOB & CO. O craque apareceu usando o relógio na última semana no Catar, no mesmo dia em que o item foi lançado.

No mostrador do relógio, o próprio craque: o modelo tem o desenho de uma bola de futebol na parte superior, uma imagem do jogador em campo, a assinatura dele e suas iniciais de jogo, CR7.

Lançamento, o preço do acessório é de U$ 145 mil ou R$ 800 mil.

A estreia da seleção argentina, Lionel Messi mostrou que tem gosto refinado. O camisa 10 argentino chegou ao estádio com um Patek Philippe Nautilus Perpetual Calendar Moonphase em ouro branco no pulso. O relógio não sai por menos de U$ 235 mil, ou seja, aqui no Brasil, custa aproximadamente R$ 1,3 milhão.