Tite mantém mistério na Seleção e aposta no retorno de Neymar e Danilo: 'Vão jogar a Copa'

Tite voltou a esconder o time titular do Brasil nesta Copa do Mundo (Foto: Nelson Almeida/AFP)
Tite voltou a esconder o time titular do Brasil nesta Copa do Mundo (Foto: Nelson Almeida/AFP)

A Seleção Brasileira se prepara para enfrentar a Suíça com duas mudanças certas no time titular, mas engana-se quem pensa que Tite vai revelar a escalação antes da partida desta segunda-feira, às 13h (de Brasília), no Estádio 974. Se as ausências dos lesionados Neymar e Danilo são certas para esta fase de grupos da Copa do Mundo, o técnico acredita no retorno da dupla para o restante da competição, no Qatar.

Pistas sobre o time titular

Em entrevista coletiva oficial pré-jogo contra os suíços, Tite foi questionado sobre os possíveis substitutos do lateral e do atacante, mas a exemplo do que já fez na primeira rodada, antes da partida contra a Sérvia, optou por não dar pistas sobre os 11 titulares.

Leia também:

- A definição da equipe já foi feita, mas tenho por hábito, de agora, passar na hora do jogo. Em termos estratégicos você consegue fazer algumas mudanças comportamentais ou de características de atletas. O Militão já jogou nessa função, tem característica para tal, e o Dani é um construtor, fora a qualidade técnica e a liderança que tem. Moral da história: não vou dizer quem vai jogar - declarou o treinador do Brasil.

Embora tenha evitado citar nomes e funções dos substitutos de Neymar e Danilo, Tite garantiu que vai manter o estilo que a equipe vem mostrando e não vai tirar a segurança dela, ou seja, não deve fazer mudanças que mudem muito as características do time.

- Ela é conjuntural. Futebol é um contexto, e às vezes é estratégico em função do adversário. Então são ajustes que você tem, e que eles possam ser executados de uma ou outra. A equipe já tem um histórico dela. Não estou falando nenhuma novidade. Ela tem uma forma de jogar. E ela não vai fazer, em momentos de pressão... Ela tem três ajustes que ela faz. Em momentos de maior pressão, a tendência do humano é repetir aquilo que tem de segurança. O técnico não vai tirar a segurança dos atletas.

Brasil x Sérvia - Neymar (GIUSEPPE CACACE / AFP)
Brasil x Sérvia - Neymar (GIUSEPPE CACACE / AFP)

Neymar e Danilo voltam para a Copa do Mundo?

Como não poderia deixar de ser, Tite não fugiu de responder sobre as lesões de Neymar e Danilo e a possibilidade de eles retornarem aos trabalhos com o grupo ainda nesta edição do Mundial. Assim como fez depois do jogo contra a Sérvia, o treinador crê nas voltas.

- Eu, particularmente, acredito que o Neymar e o Danilo vão jogar a Copa. Medicamente, clinicamente, não tenho lugar de fala. Mas tenho também as palavras médicas que têm. Continuo fazendo, não só do Neymar, mas do Danilo também, que parecia uma situação mais cômoda, acredito que vamos usar eles na Copa. A conversa tem o pós-jogo, tem até cinco e meia, seis horas da manhã, que ele ficou tratando - relatou o comandante.

Seleção perde favoritismo sem Neymar?

A grande questão da Seleção Brasileira neste momento é em relação a como ela irá se comportar sem seu grande astro. Embora haja um consenso de que ela já não é tão dependente do craque como já foi, o impacto de uma perda como essa evidentemente é sentida. No entanto, Tite prefere focar no "dia após o outro" e aposta nos outros talentos.

- Viver o dia a dia, as possibilidades reais de cada um, e saber que existem 26 atletas com condições e importância. Não dá para fugir disso, temos batido muito desta forma. Fui perguntado porquê fui fazer um abraço com a comissão técnica, e talvez isso mostre o quanto o senso de esquipe é importante. Quem vivencia o esporte de alto nível sabe, realmente, dar valor a essa condição. Então o conjunto todo é importante. O Brasil é dependente de todo grande talento, e o Neymar é um extraordinário talento. Claro que é dependente, mas da preparação dos demais também - disse Tite.

- Quando preparamos, preparamos todos. Claro que os talentos são diferencias técnicos, e sim, o Neymar tem importância única no nosso modelo, porém todos estão preparados para suprir a necessidade se precisar. Mas estou com Tite, acredito que os dois vão jogar a Copa e nos ajudar - completou César Sampaio, auxiliar técnico.

A Seleção Brasileira treina pela última vez antes de enfrentar a Suíça neste domingo, às 10h30 (de Brasília), no Grand Hamad Stadium, "casa" do Brasil nesta estadia no Qatar. O time de Tite lidera o Grupo G da Copa do Mundo com três pontos e dois gols de saldo.

Confira outros trechos da entrevista:

Qualidades dos possíveis substitutos de Neymar

- Aquilo que eu acredito, não estou para tecer regra sobre o que é certo e errado. Sabe o que eu acredito no grande talento do atleta diferente. Aquele que faz as coisas bem feitas durante oitenta minutos e, em duas ou três oportunidades, faça a diferença. Esse é o talento, a criatividade. A criatividade não é constante. Olha o primeiro gol nosso, o Neymar recebe em um espaço curto, faz a finta, dá um segundo corte, a bola pega o Vini, goleiro faz uma grande defesa, e o Richarlison faz o gol. Esses talentos aparecem três vezes durante o jogo, isso é ser diferente, e o Neymar tem essa capacidade.

Geração que oferece muitos talentos

- Outros jogadores estão surgindo em uma geração que é impressionante. Têm uma serenidade e calma, daqui a pouco vai aparecer a finta de um lance do Antony, uma assistência do Vini, uma criatividade do Richarlison na hora de finalizar, um cabeceio do Pedro, o Jesus ia fazer o gol no lance do segundo tempo, isso vai aparecer. Eles têm essa capacidade criativa. O Rodrygo corre que parece que tem a bola grudada no pé.