Tite feliz! Brasileiros se destacam nas quartas de final da Champions

As quartas de final da Champions League tiveram um saldo bastante positivo para os brasileiros. Tirando Gabriel Boschilia, do Monaco, que se lesionou em fevereiro e perdeu o restante da temporada, o Brasil emplacou 10 jogadores nas semifinais da maior competição de clubes do mundo, são eles: Danilo, Marcelo, Casemiro, Filipe Luís, Dani Alves, Alex Sandro, Jemerson, Jorge, Fabinho e Neto. Desses 10, quatro são parte do elenco do técnico Tite e os outros 6 já  vestiram a camisa da Seleção em algum momento.

E com certeza o treinador da Canarinho ficou bastante contente com o que viu no desempenho desses atletas. Na terça-feira, no duelo entre Real Madrid e Bayern de Munique, Cristiano Ronaldo foi o homem decisivo da noite mas dividiu os holofotes com Marcelo, que teve uma atuação de gala em seu 400º jogo com a camisa blanca.

Marcelo Real Madrid Bayern Champions League 18 04 2017


(Foto: Getty Images)

 

Firme na marcação e surpresa no ataque, foi dos pés de Casemiro que saiu o primeiro gol de Cristiano Ronaldo na partida, numa assistência primorosa do volante brasileiro colocando a bola na cabeça do português que emendou para empatar o duelo.

Se em Madrid teve brasileiro se destacando, na Inglaterra não foi diferente. Vivendo grande momento no setor ofensivo, Filipe Luís mais uma vez mostrou o quanto evoluiu no ataque. Ele subiu pela esquerda e cruzou dando assistência para Saul Ninguez garantir o gol que carimbaria a classificação dos colchoneros para as semifinais.

No dia seguinte, na quarta-feira(19), no Camp Nou, a Juventus de Daniel Alves e Alex Sandro segurou o Barcelona e muito disso podemos colocar na conta dos brasileiros, no primeiro jogo, Dani Alves anulou Neymar e Alex Sandro teve atuação firme no lado esquerdo. No segundo confronto, a dupla voltou a se apresentar bem e não deu espaços para uma possível reação da equipe catalã.

Daniel Alves Juventus x Porto Champions League 14 03 2017


(Foto: Getty Images)

O caso do goleiro Neto é mais complicado, reserva de Buffon, uma lenda do futebol mundial, fica difícil para o brasileiro conseguir brechas entrar em campo com a camisa da Juve na Champions, mas não deixa de fazer parte do grupo.

Já pelo lado do Monaco, a sensação dessa Champions, Jemerson foi quem representou o Brasil na segunda partida, já que Fabinho não entrou em campo no duelo da volta por estar suspenso, mas não deixou de ter participação importante dominando o meio-campo no primeiro jogo que deu boa vantagem ao time de Leonardo Jardim. 

Jemerson Monaco 05032017


(Foto: Getty Images)

O zagueiro de 24 anos se mostrou valente e até desarmou Aybameyang dentro da área afastando uma jogada de perigo dos alemães. Tanto pelo alto, quanto protegendo a bola pelo chão, o brasileiro teve participação importante na classificação histórica do Monaco para as semifinais da Champions.

Se tem alguém que pode ficar animado com o desempenho dos brasileiros na Champions, é o técnico Tite que nas próximas semanas estará convocando a Seleção para os duelos Brasil Global Tour contra Argentina e Austrália, em Junho, em Melborune.