Tite fala sobre demissão do atleta de vôlei Maurício Souza: 'Preconceitos não devem existir'

·1 min de leitura
Tite durante treino da Seleção em 13 de outubro (Foto: Buda Mendes/Getty Images)
Tite durante treino da Seleção em 13 de outubro (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

O técnico Tite se posicionou sobre o episódio em torno do atleta Maurício Souza, que foi demitido do Minas por postagens com teor homofóbico. Em entrevista coletiva após convocar a Seleção Brasileira para os jogos contra Colômbia e Argentina nesta sexta-feira, o comandante canarinho pediu a palavra no dia seguinte ao seu filho Matheus Bacchi endossar uma postagem do jogador de vôlei.

- Sou pai do Matheus. Vou colocar minha posição. Todo preconceito em termos não deve existir, em termos de cor, sexo, raça. Pode ser olhado o manifesto da CBF sobre isso. Estamos em um processo de igualdade na sociedade - declarou.

Minutos depois, o coordenador Juninho Paulista havia se manifestado. 

- A CBF defende campanha do esporte solidário, de todas as cores, raças, credos - completou. 

ENTENDA O CASO

O jogador de vôlei Mauricio Souza foi demitido do Fiat/Minas Tênis Clube, na última quarta-feira, após comentário considerado pelo clube de teor homofóbico. Mauricio, no dia 12 de outubro, criticou via Instagram o fato de o novo Superman ser bissexual.

- É só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar - escreveu o central em suas redes sociais. 

Desde então, nomes do esporte e de outros campos declararam repúdio ou apoio a Mauricio Souza, que também perdeu lugar na Seleção Brasileira de vôlei por conta de seu posicionamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos