Tite e Sampaio se solidarizam a torcedor santista hostilizado na Vila: 'Não perca o amor pelos seus ídolos'

·2 min de leitura


Durante entrevista coletiva virtual realizada nesta quarta-feira (10) o técnico Tite e o auxiliar César Sampaio, demonstraram solidariedade ao garoto Bruninho, de nove anos, torcedor do Santos hostilizado na Vila Belmiro, no último domingo (10), após ganhar uma camisa do goleiro Jaílson, do Palmeiras, após clássico válido pelo Campeonato Brasileiro.

O treinador brasileiro convidou o garoto para acompanhar a Seleção Brasileira, já Sampaio, bastante emocionado, fez um apelo para que a criança mantenha o amor pelo futebol. O integrante da comissão técnica também relembrou a sua trajetória pelos quatro grandes clubes do Estado de São Paulo.

- Tá feito o convite para estar aqui conosco, porque, enquanto pais e pessoas, temos obrigação de seremos educadores. Mais do que falar, é você. Você (Bruninho) torce para a Seleção Brasileira, torce para o seu time, mas dá para torcer para a Seleção. Falo como um homem de 60 anos, de cabelo branco, mas que tem que aprender tudo na vida e aprendeu a respeitar e, acima de tudo, respeitar sentimentos - disse Tite.

- Eu sou um palmeirense de uma família de corintianos, joguei nos quatro grandes clubes de São Paulo, consegui respeitar todas as camisas, consigo entrar e sair dos quatro. Me solidarizo contigo (Bruninho). Você tem os seus ídolos, eu tive os meus ídolos, e assim é o esporte, o futebol. Mais do que perder, ganhar ou bater recordes, a gente tem a imagem dos valores agregados ao esporte. Fui formado pelo esporte, os meus pais tinham que trabalhar, fiquei muito tempo na rua. Mas não perca isso, o amor pelos seus ídolos. Eu sou um fruto disso e precisamos influenciar mais a sociedade co os valores agregados ao esporte - afirmou César Sampaio emocionado.

Entenda o caso

Após a derrota do Santos por 2 a 0 para o Palmeiras, no último domingo (7), pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro, um torcedor de nove anos do Peixe pediu uma camisa do goleiro Jaílson, do Alviverde, e foi atendido. No entanto, depois de ser presenteado a criança e o pai foram cercados por torcedores santistas, foram agredidos verbalmente e precisaram deixar o estádio escoltados pela polícia.

No dia seguinte, Bruninho, como é chamado o garoto, se manifestou nas redes sociais pedindo desculpa aos santistas que se sentiram ofendidos e dizendo que devolveria a camisa, caso fosse necessário.

Contudo. Bruninho foi tomado por uma onda de solidariedade, com manifestações de apoio de jogadores do Santos e até mesmo de outros clubes, como Gabigol, do Flamengo, Weverton, do Palmeiras, e o próprio Jailson. Ídolo da Seleção, e revelado pelo Peixe, Neymar também se manifestou a favor do garoto, assim como o Rei do Futebol, Pelé.

O Santos, através das suas redes sociais, se desculpou com Bruninho e convidou o torcedor para assistir a partida contra o Red Bull Bragantino, nesta quarta-feira (10), às 19h, pela 31ª rodada do Brasileirão, em um dos camarotes da Vila Belmiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos