Tite convoca Seleção com novidades e avisa: "oportunidade de criar uma equipe forte"

Na manhã desta sexta-feira (19), o técnico Tite convocou  a seleção brasileira para os amistosos contra a Argentina e Austrália, nos próximos dias 9 e 13 de junho, em Melbourne, com algumas ausências: Neymar, Marquinhos, Miranda e Daniel Alves, que abriram espaços para o lateral Rafinha e os zagueiros Jemerson e David Luiz, que não estavam sendo convocados.

Questionado sobre o assunto, o comandante tratou de exaltar os novos nomes da sua lista.

"O Rafinha tem 135 jogos, campeão alemão. Jemerson foi campeão francês e semifinalista da Champions, e acompanhamos in loco seu desempenho. Tem todas as credenciais neste aspecto. O Rodriguinho foi um dos destaques do Campeonato Paulista, ele concorria com o Diego. Eu procuro colocar e deixo claro que os atletas precisam concorrer com lealdade. Que os atletas produzam mais e elevem o nível técnico. Poderia ser o Diego, mas neste momento é Rodriguinho", afirmou.

Desde que Tite assumiu o cargo que era de Dunga, a seleção brasileira engatou nove vitórias – oito pelas Eliminatórias – e voltou a assumir a liderança do ranking da Fifa.

Veja outros pontos da coletiva:

Novidades na convocação

"São etapas de construção da equipe. Qualquer preparativo a gente pode direcionar para um lado ou outro. O alto nível é assim. Todos os outros que não foram convocados têm que olhar para o lado e dizer: "O Jemerson tá jogando muito, Rafinha foi campeão". Essa é a oportunidade de criar uma equipe forte, não uma individualidade. É ter atletas de alto nível, preservando alguns".

GFX Fred David Luiz Brazil

Conflito entre patrocinadores e ausência de Neymar

"Nos reunimos eu, Edu, Rogério Caboclo e o presidente Marco Polo, que disse que o que for melhor para a seleção brasileira, a gente fizesse"

"Sempre procuramos equilibrar esse lado de não vencer a qualquer custo".

Retorno de David Luiz

"Eu coloco que o David Luiz é versátil. Deve ter mais de 20 jogos como meio campistas. Ele tem essa versatilidade na primeira função ou mais atrasado. Foi campeão inglês, em alto nível, merece estar nesta convocação".

"Eu procuro observar o momento dos atletas. O David tem 56 jogos pela Seleção, vive um grande momento, é oportuno. Assim como o Thiago, que já vem há bastante tempo. Não vejo como nenhum impeditivo".

Rafinha Bayern Munich

Ligação para Rafinha, que chegou a dizer que não jogaria mais pelo Brasil 

"Liguei e conversei com ele por telefone. Houve um mal entendido com relação à situação anterior. Ele disse "Gostaria sim, é meu objetivo pessoal". Aliás, como outros que não foram convocados me colocaram "A gente queria estar junto". Que bom que tem esse sentimento. E é bom que os torcedores saibam que os atletas de férias gostariam de estar aqui para jogar".

Presidente do Brasil?

"É uma brincadeira com algo muito sério, que eu não tenho o mínimo de condição até de brincar com ela, porque é uma responsabilidade muito grande. Mas vejo com brincadeira. Peço que não brinque mais com esse negócio. Não falo por falsa modéstia. Isso não cabe, uma coisa tão séria e tão responsável".

2017-04-28-sevilla-sampaoli

Sampaoli como técnico da Argentina

"Quando o técnico chega, ele desencadeia um processo de "as coisas estão abertas". Há uma mobilização grande pela equipe. Mas temos que pensar no nosso trabalho, saber a avaliação da qualidade que ele tem".

Combate à corrupção no futebol

"Eu luto, torço e gostaria em todos os níveis, em todos setores e de todas as formas. Primeiro na área do técnico. Não pensem que todos nós somos corretos. Primeiro, na nossa classe, que nós tenhamos mais estabilidade. Mas que todos nós tenhamos responsabilidade por nossos atos. Falo da minha classe, falo de mim"