Tite analisa confronto diante do Uruguai: 'Seremos mais exigidos'

LANCE!
·2 minuto de leitura


O técnico da Seleção Brasileira, Tite, comentou sobre a partida contra o Uruguai, nesta terça-feira (17), às 20h, no Estádio Centenário, em Montevidéu, pela quarta rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

Para o comandante da Amarelinha, a equipe terá mais dificuldades do que nas três partidas anteriores, nas vitórias contra Bolívia, Peru e Venezuela.

VEJA A TABELA DAS ELIMINATÓRIAS DA COPA DO MUNDO

- Vamos enfrentar o Uruguai, uma equipe que vem sólida. Tradicionalmente um clássico, uma gama de envolvimentos com peso de camiseta, com atletas de alto nível e esse nosso processo de afirmação da equipe. Esse jogo tem características diferentes. Jogar contra a Venezuela em casa, tem uma proposta do adversário. O Uruguai jogando dentro da sua casa é uma outra história. Nós vamos ser mais exigidos defensivamente do que fomos contra a Venezuela. Paralelamente a isso nós vamos ter mais espaços para criações ofensivas - analisou Tite.

Já o seu auxiliar, Cléber Xavier, citou a dupla de ataque do Uruguai, formada por Cavani, do Manchester United (ING) e Suárez, do Atlético de Madrid (SP). Para ele, o sistema defensivo do Brasil tem que estar atento ao ataque uruguaio, que marcou sete gols em três partidas nas Eliminatórias.

- Vejo Cavani jogando de duas formas. No último jogo agora contra a Colômbia, jogando por dentro, em dupla com o Suárez. É inegável a qualidade deles. Cavani fazendo uma função de vir buscar, de aproximar mais e, também, jogando pelo lado. A gente está preparado para as duas formas. Estamos atentos pela grandeza desses dois jogadores e do clássico - afirmou.

A Seleção Brasileira é líder das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, com nove pontos, dois a mais que a Argentina, segunda colocada. O Uruguai está na quarta posição com seis pontos.