Time de Felipão entra na briga com Santos e Palmeiras por Lucas Lima

No fim do vínculo com o Peixe, meia já pode assinar pré-contrato com quem quiser (Ricardo Saibun/Santos)

Santos e Palmeiras ganharam um concorrente milionário na luta para contar com Lucas Lima em 2018: o Guangzhou Evergrande. A pedido de Felipão, o time chinês já sondou os representantes do meia, que fica livre de seu vínculo com o Peixe em 31 de dezembro – Lucas Lima pode assinar pré-contrato com qualquer clube a partir de 1º de julho.

Líder isolado da Superliga Chinesa, o Evergrande ficará com uma das vagas destinadas a estrangeiros desocupada a partir de 31 de dezembro, quando se encerra o contrato de Muriqui. O ex-vascaíno foi contratado às pressas e assinou vínculo de seis meses para o lugar de Paulinho, vendido por 40 milhões de euros para o Barcelona.

A intenção de Felipão é voltar a contar com um gringo para jogar no meio-campo, municiando Ricardo Goulart e Alan, outros brasileiros que atuam como atacantes.

O fato de Lucas Lima ficar livre no fim do Brasileirão pode mudar o desfecho de um namoro antigo. O Evergrande é o terceiro clube chinês que se interessa pelo jogador. Nas duas últimas vezes, Lucas Lima gostaria de ter sido negociado, mas o Santos não o liberou. Uma das ofertas era do Hebei China Fortune, que topava pagar R$ 4 milhões por mês de salário.

O Palmeiras também monitora a situação de Lucas Lima com muita atenção. Apesar das provocações feitas pelo atleta a torcedores do Verdão nos últimos anos, a possibilidade de contratar de graça alguém que figura constantemente nas convocações da seleção brasileira é muito bem vista no Allianz Parque. Porém, a diretoria alviverde imagina uma transferência de Lucas Lima para o exterior.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: