Timão fica à frente de Verdão, SP e outros quatro clubes por Scarpa

Yahoo Esportes
<em>Meia tem contrato até setembro de 2020, mas Flu quer negociá-lo (Thiago Ribeiro/Gazeta Press)</em>
Meia tem contrato até setembro de 2020, mas Flu quer negociá-lo (Thiago Ribeiro/Gazeta Press)

Palmeiras e São Paulo são os clubes mais especulados nas últimas horas como prováveis destinos de Gustavo Scarpa. Mas o Corinthians é quem negocia a contratação do meia com o Fluminense há mais tempo e leva uma vantagem: favorito para virar presidente alvinegro em fevereiro, Andrés Sanchez tem excelente relação com a OTB, empresa que gerencia a carreira do atleta, de 23 anos.

E a concorrência não se restringe aos rivais paulistas: o Blog apurou que três clubes da Itália e um da Turquia também já sondaram o Fluminense. Milan, Udinese e Atalanta são os italianos que monitoram sua situação. Já na Turquia, o interesse é do Fenerbahce. O fato de Scarpa ter passaporte italiano lhe garante ainda mais valor, já que ele não ocuparia a vaga de um estrangeiro.

A diretoria do Flu vive um dilema: esperar até a abertura da janela de transferências na Europa, a partir de 1º de janeiro, sonhando com uma venda grande para o exterior ou aceitar alguma das ofertas dos paulistas, que envolvem menos dinheiro, porém garantem a chegada de atletas na troca.

O Corinthians já fez uma oferta, que ainda não foi respondida. O atual campeão brasileiro disponibilizou o atacante Lucca, o meia Giovanni Augusto e o lateral-direito Léo Príncipe para ficar com Scarpa em definitivo. A confiança no Parque São Jorge é grande, a ponto de as conversas com o Bahia por Zé Rafael terem sido interrompidas.

A comissão técnica alvinegra entende que Scarpa se encaixaria perfeitamente ao esquema de forte marcação e saída rápida para o campo de ataque. Sem dinheiro em caixa, o Timão também poderia incluir outros jogadores caso algum dos três primeiros seja recusado, tais como os atacantes , Mendoza e Gustagol, os meias Marlone e Alan Mineiro, o volante Jean e o zagueiro Yago.

O São Paulo também apresentou proposta oficial, de 3 milhões de euros (R$ 11,6 milhões), além da cessão por empréstimo do meia Lucas Fernandes, do lateral-esquerdo Júnior Tavares e do lateral-direito Buffarini. O técnico Abel Braga não se empolgou com os tricolores incluídos na parada.

Já o Palmeiras, que já chegou a oferecer 5 milhões de euros (R$ 19,3 milhões) por Scarpa em janeiro, assegura que não tem mais esse dinheiro para gastar. No entanto, dispõe de uma relação de atletas mais interessantes do que o São Paulo, na visão dos cariocas. O atacante Erik, os meias Raphael Veiga e Hyoran, o volante Matheus Salles e os laterais Fabiano e Michel Bastos poderiam ser liberados.

O Flu só pensa em negociar Scarpa, assim como o zagueiro Henrique e o atacante Henrique Ceifador, porque passa por enormes problemas financeiros. Uma reunião entre o presidente Pedro Abad e Abel definiu que o teto salarial em 2018 não pode ultrapassar R$ 100 mil por mês.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui:

Leia também