Os nomes analisados pelo Timão para o lugar de Loss

Yahoo Esportes
Luxemburgo, Levir, Jair e Dorival têm defensores no Corinthians (Montagem/Gazeta Press)
Luxemburgo, Levir, Jair e Dorival têm defensores no Corinthians (Montagem/Gazeta Press)

A derrota para o Ceará por 2 a 1, nesta quarta-feira, determinou a queda de Osmar Loss no Corinthians – ele voltará a ser auxiliar-técnico. E o presidente Andrés Sanchez tem pressa para anunciar o novo comandante alvinegro. Minutos depois de decidir pela saída de Loss, o dirigente conversou com seus pares sobre quatro nomes: Vanderlei Luxemburgo, Levir Culpi, Jair Ventura e Dorival Júnior.

Há quem garanta no Parque São Jorge que Levir Culpi já foi sondado – ele está desempregado desde 23 de julho, quando acabou demitido pelo Gamba Osaka, do Japão. A opção pelo treinador teria a ver com sua experiência e o estilo paizão.

Luxemburgo tem pelo menos um defensor dentro da diretoria do clube. O treinador, que passou duas vezes pelo Corinthians, também conta com o bom momento de um contemporâneo: Felipão, que mudou o Palmeiras desde que foi contratado. Tanto Felipão quanto Luxa eram acusados de terem ficado ultrapassados, mas o conceito mudou para o palmeirense depois de sete vitórias, dois empates e uma única derrota em seu retorno.

Já Jair Ventura conta com dois pontos a seu favor: o fato de ser empresariado por Carlos Leite, empresário com excelente trânsito no Parque São Jorge, e o estilo de jogo. O ex-comandante de Botafogo e Santos é conhecido pela capacidade em montar times que se defendem bem, filosofia implantada no Timão há uma década.

Dorival Júnior teve seu nome especulado semanas atrás no Corinthians. Ele se acostumou nos últimos anos a salvar times do rebaixamento no Brasileirão. Foi assim com Atlético-MG em 2010, Flamengo em 2012, Fluminense em 2013, Palmeiras em 2014, Santos em 2015 e São Paulo no ano passado. Hoje, o Timão tem sete pontos de vantagem para o Sport, primeiro time no Z4.

Osmar Loss perdeu o cargo devido à falta de resultados e ao desempenho pífio do Timão. Sob seu comando, o Corinthians venceu oito vezes, empatou quatro e perdeu dez, com aproveitamento pouco superior a 40% dos pontos. A equipe acabou eliminada da Libertadores pelo Colo Colo e despencou no Brasileirão.

Leia também