Jogadores decidem manter greve na Argentina por mais uma semana

Buenos Aires, 2 mar (EFE).- O reinício do Campeonato Argentino, que era para acontecer nesta sexta-feira, foi adiado por mais de uma semana, já que os capitães das equipes se reuniram na sede do Sindicato dos Futebolistas da Argentina (FAA) e ratificaram que seguem em greve no fim de semana.

A competição, cujo último jogo oficial ocorreu no dia 19 de dezembro do ano passado, terá que esperar pelo menos uma semana, segundo disse o capitão do Vélez Sarsfield, Fabián Cubero, na saída da reunião realizada em Buenos Aires.

Os dirigentes dos clubes tinham se reunido horas antes para melhorar sua oferta econômica e garantir o pagamento de todos os salários atrasados aos jogadores de todas as categorias.

No entanto, os jogadores decidiram esperar que o dinheiro seja distribuído e que todas as dívidas estejam saldadas para retomar o campeonato.

O Ministério do Trabalho emitiu uma conciliação obrigatória para abrir um período de 15 dias com o torneio em andamento, mas o FAA rejeitou esta decisão. EFE