Tiago Nunes começa a dar sua cara ao Corinthians e mudanças mostram isso

Stats Perform News

Ao contrário do que muitos esperavam, o Corinthians está classificado para a semifinal do Campeonato Paulista e encara o Mirassol para seguir buscando o tetracampeonato do estadual. Mas além da classificação diante do Bragantino, o que realmente animou a torcida foi a atuação da equipe, que teve um pouco mais da cara de Tiago Nunes.

Após abrir 1 a 0 no placar com 30 segundo de jogo, o mais natural para o Corinthians nos últimos anos - e até mesmo em algumas partidas nesta temporada -, era ficar acuado no campo defensivo aguardando o cronômetro chegar ao 90 minutos. Porém, a postura do Timão na partida de ontem não foi essa.

É verdade que o time não foi brilhante nem teve uma atuação de gala, digna de colocar o time como franco favorito ao título, mas conseguiu apresentar uma mudança de postura que pode gerar expectativas mais promissoras para o futuro, tocando melhor a bola, atacando com mais jogadores e ainda sim defendendo bem, mesmo sem ficar retrancado. 

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

E boa parte dessa mudança de postura tem relação com as alterações que o treinador alvinegro fez na equipe, com as entradas de Jô, Mateus Vital e Ederson.

Jô Corinthians Red Bull Bragantino Corinthians Paulista 30 07 2020
Jô Corinthians Red Bull Bragantino Corinthians Paulista 30 07 2020

O centroavante foi contratado para ser o titular do time, mas entrou às pressas após a lesão de Boselli. E mesmo ainda fora de ritmo - estava sem atuar desde dezembro do ano passado - o atacante fez uma grande diferença para o time

Além de se movimentar mais, participar mais ativamente do jogo, abrir para as laterais do campo e fazer um bom pivô, o camisa 77 ganhou praticamente todas as bolas pelo alto

Além do gol e das jogadas de bola parada, as cabeçadas de Jô foram fundamentais para a equipe conseguir manter a bola no ataque. Mesmo trocando mais passes para armar o jogo, o Timão ainda se utilizou algumas vezes da ligação direta, e o centroavante alvinegro levou vantagem em todas elas.

Ederson Corinthians Red Bull Bragantino Paulista 30 07 2020
Ederson Corinthians Red Bull Bragantino Paulista 30 07 2020

Ederson já vinha pedindo passagem, principalmente após o gol contra o Oeste, no último final de semana. Com a boa atuação e o mau momento de Camacho, Tiago Nunes bancou o jogador de 21 anos como titular e não se arrependeu.

Logo aos 20 segundo de jogo, o volante roubou a bola no meio de campo, avançou com velocidade e contou com a falha de Júlio César para abrir o placar. Mas além do gol, o jogador deu mais vigor físico à equipe e se apresentou bem ao ataque, “pisando” mais na área, o que lhe rendeu algumas comparações com Paulinho.

Por fim, Vital entrou na equipe mais por necessidade do que por qualquer outra coisa. Tiago Nunes já disse que gosta de um atacante de velocidade atuando aberto pelo lado, mas, diante da lesão de Everaldo e da péssima partida de Janderson, contra o Oeste, o treinador escolheu o meia para jogar na direita. 

E novamente a escolha foi recompensada. Vital foi um dos destaque do Timão na partida, prendeu bem a bola no ataque, levou vantagem em todas as jogadas individuais que tentou e ajudou na saída de jogo da equipe.

É claro que, com apenas um jogo, é impossível dizer que o Corinthians realmente evoluiu e já está com a cara de Tiago Nunes, mas a mudança de postura precisava começar alguma hora. E uma partida de quartas de final do Paulistão certamente é bom momento para que isso aconteça. Resta esperar a sequência da competição para ver até onde a equipe pode ir.

Leia também