Thiem vence Djokovic e vai disputar a decisão do ATP Finals

·2 minuto de leitura
O austríaco Dominic Thiem venceu o sérvio Novak Djokovi com parciais de 7-5, 6-7 (10/12) e 7-6 (7/5)
O austríaco Dominic Thiem venceu o sérvio Novak Djokovi com parciais de 7-5, 6-7 (10/12) e 7-6 (7/5)

O austríaco Dominic Thiem (3º do ranking da ATP) venceu o número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, em um duelo espetacular com parciais de 7-5, 6-7 (10/12) e 7-6 (7/5), neste sábado em Londres e conquistou uma vaga na final do ATP Finals.

Thiem, vice-campeão no ano passado, vai disputar neste domingo o título com o vencedor do duelo entre o espanhol Rafael Nadal (2º) e o russo Daniil Medvedev (4º).

Campeão do US Open, primeiro Grand Slam de sua galeria de títulos, Thiem conseguiu superar no set decisivo uma desvantagem de 4-0 no tie-break contra Djokovic, o rei deste tipo de disputa, que ainda não havia perdido nenhum em 2020.

O austríaco teve quatro match points a seu favor, em mais um duelo inesquecível, como o que disputou na fase de grupos deste ATP Finals contra Nadal e que também venceu.

Na 02 Arena, em Londres, sem público devido à pandemia em sua 12ª e última edição antes de o torneio se mudar para Turim, Thiem venceu o primeiro set aproveitando sua única quebra de saque.

Os dois tenistas salvaram seus serviços no set seguinte, vencido por 'Djoko', o grande mestre das 'mortes súbitas', depois que conseguiu superar os quatro match points.

O austríaco parecia cansado e que poderia se abalar depois da grande oportunidade perdida. Nada disso aconteceu. Os dois tenistas confirmaram seus saques até o final, mas desta vez Thiem conseguiu uma virada histórica no tie-break e depois de estar perdendo por 4 a 0 venceu com golpes agressivos.

"Foi com certeza uma batalha mental", disse Thiem após a vitória. "Fiquei muito apertado no tie-break do segundo set, em primeiro lugar porque jogar contra essas lendas sempre será algo especial", explicou.

"E jogar valendo uma vaga na final aqui no ATP Finals também é algo muito especial. Achei que depois do meu primeiro grande título em Nova York talvez eu ficasse um pouco mais calmo, mas acho que foi um erro", acrescentou.

"Eu estava tão tenso e nervoso quanto antes e estava muito no limite... Estou incrivelmente feliz por ter me classificado", comemorou.

jw/pm/mcd/aam