Thiem vai às semis do ATP Finals; Djokovic e Federer duelam pela outra vaga

AFP

Em um duelo dramático e cheio de reviravoltas, o austríaco Dominic Thiem, número 5 do mundo, derrotou o sérvio Novak Djokovic (N.2) por 6-7 (5/7), 6-3 e 7-6 (7/5) e garantiu assim a classificação para as semifinais do ATP Finals, nesta terça-feira em Londres.

Na outra partida do 'grupo Björn Borg', o suíço Roger Federer derrotou o italiano Matteo Berretini por 7-6 (7/2) e 6-3.

Com estes resultados o jogo da próxima quinta-feira entre Djokovic e Federer será decisivo para a classificação às semifinais, já que só o vencedor poderá alcançar essa fase.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Em duas horas e 46 minutos de uma partida eletrizante e com os dois oponentes jogando um grande tênis, Djokovic foi o primeiro a quebrar o serviço do adversário e abrir a primeira vantagem no primeiro set (3-1).

Mas Thiem reagiu rápido e recuperou o saque no game seguinte. Os dois tenistas confirmaram em seguida seus saques até que o primeiro set foi decidido no 'tie break'.

O sérvio aproveitou alguns erros do austríaco no game decisivo e venceu o primeiro set por 7-5.

Apesar de ceder nos momentos decisivos do primeiro set, Thiem manteve o nível no segundo, ao contrário de Djokovic, que pareceu relaxar e cedeu seu serviço e ficou em desvantagem (3-0).

O austríaco se mostrou muito seguro com seu saque e manteve a vantagem para vencer o segundo set e igualar a partida (6-3).

Djokovic pareceu acusar o golpe e voltou a ceder seu serviço de entrada, dando nova vantagem a Thiem (2-0).

- Prêmio ao risco -

Os dois jogadores ofereceram aos espectadores da O2 Arena de Londres grandes trocas de bola, alguns pontos espetaculares e viradas no placar.

'Djoko' recuperou seu serviço no sexto game para colocar a partida em 3-3. A partir desse momento o duelo viveu constantes reviravoltas.

Primeiro, Djokovic esteve perto da vitória ao ficar a apenas dois pontos com 5-4 a seu favor (e 40-40).

Depois de confirmar seu serviço, Thiem quebrou o de Djokovic no seguinte e sacou para ganhar, mas o sérvio reagiu e devolveu o 'break' para forçar o 'tie break'.

Com 3-0 e 4-1 no placar a seu favor no game decisivo, Djokovic parecia ter bem encaminhada a vitória, mas em um último esforço, Thiem se mostrou capaz de reverter a situação e chegar à vitória.

A marca dessa partida foi a agressividade mostrada por Thiem, que não é especialista em quadras rápidas: encaixou 50 'winners' contra apenas 27 do adversário, embora esse risco também tenha lhe custado mais erros não forçados (44, mais do que o dobro de Djokovic).

Com a classificação garantida, Thiem vai enfrentar na quinta-feira o estreante italiano Matteo Berrettini, já eliminado depois de perder, também nesta terça, para o suíço Roger Federer.

- Federer segue vivo -

Federer, número 3 do mundo, manteve suas chances de jogar as semifinais do ATP Finals ao vencer Berrettini (N.8) por 7-6 (7/2) e 6-3.

O suíço jogou sob pressão após estrear no torneio, no domingo, com uma derrota diante de Thiem.

O seis vezes campeão mostrou nesta terça uma versão melhorada diante de Berrettini, que voltou a perder, depois de só conseguir vencer apenas três games em sua estreia na competição contra Djokovic.

Tanto o suíço quanto o italiano se mostraram sólidos em seus serviços no primeiro set, chegando ao tie break, onde a lenda de 38 anos fez valer sua experiência diante de um jogador de 23, revelação nesta temporada de 2019.

Com o vento a favor, Federer aproveitou para quebrar o saque de Berrettini no primeiro game do segundo set.

O italiano tentou devolver o 'break', com três chances no oitavo game, mas não as aproveitou e Federer conseguiu a vitória com uma nova quebra.

"Mais do que tudo eu tentei encaixar os serviços que errei (nos momentos importantes) contra Thiem", admitiu Federer após a partida.

O suíço vai precisar vencer Djokovic para garantir sua vaga nas semifinais e buscar um sétimo título do torneio.

"Estou impaciente para enfrentá-lo e também para ver o que acontece nesta noite. Isso vai me dar informação sobre o que me espera", disse o suíço.

Nesta quarta-feira vão ser disputados dois jogos do grupo 'André Agassi', com o número 1 do mundo, o espanhol Rafael Nadal, obrigado a vencer o russo Dimitri Medvedev para seguir na luta pelas semifinais, enquanto que o vencedor do outro duelo, entre o alemão Alexander Zverev e o grego Stefanos Tsitsipas, terá a vaga garantida.

Leia também