Thiago Silva tem como prioridade jogar na Premier League na próxima temporada

Goal.com

De saída de PSG, Thiago Silva tem como principal meta atuar no futebol inglês na próxima temporada. A Goal sabe que o veterano zagueiro vê na competitividade da Premier League a possibilidade de continuar a jogar em alto nível.

Aos 35 anos, o defensor já tem sido alvo de uma análise mais aprofundada por parte de pelo menos três clubes ingleses: o Everton, do italiano Carlo Ancelotti, com quem trabalhou nos tempos de Milan, o Tottenham, do português José Mourinho, que é um antigo do admirador do futebol do brasileiro, e também o Wolverhampton, atual sensação da competição.

Depois de oito anos na França, onde conquistou 21 títulos oficiais, assumiu o posto de capitão do time e ainda teve direito a obter a dupla nacionalidade francesa, Thiago Silva está fora do atual projeto do PSG e, por isso, não vai ter o vínculo renovado. Sob a coordenação do diretor brasileiro Leonardo, o clube passou a desconsiderar a permanência de jogadores "velhos e caros" no elenco, como também é o caso do atacante uruguaio Edinson Cavani, de 33 anos.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O Milan, que foi a casa do zagueiro natural do Rio de Janeiro entre 2009 e 2012, recentemente também foi colocado como um possível interessado. Para já, os italianos estão um pouco distantes da disputa, até porque têm outras prioridades no mercado de verão europeu e não estão dispostos a pagar salários elevados para eventuais reforços.

Voltar para o Brasil, especialmente ao Fluminense, onde foi revelado e ergueu o troféu de campeão da Copa do Brasil de 2007, está fora dos planos do zagueiro, sobretudo porque ainda acredita que, jogando numa liga mais forte e com maior visibilidade, tem condições de marcar presença na Copa do Mundo do Qatar de 2022.

Neste momento, mesmo com a idade avançada e o futuro indefinido, Thiago Silva segue muito valorizado por Tite dentro da seleção brasileira. Ainda é visto como titular quase que absoluto, sempre ao lado do indiscutível Marquinhos, velho conhecido do PSG. Éder Militão (Real Madrid), Felipe (Atlético de Madrid), Diego Carlos (Sevilla), Samir (Udinese) e Rodrigo Caio (Flamengo) brigam pelas outras duas vagas na zaga.

Leia também